Brasil registra mais 36 mil casos e 829 mortes por Covid-19 em 24 horas

Ao todo, país soma 4.455.386 diagnósticos e 134.935 vítimas fatais da doença causada pelo novo coronavírus

Anna Satie, da CNN, em São Paulo
17 de setembro de 2020 às 17:51 | Atualizado 17 de setembro de 2020 às 23:42

O Ministério da Saúde registrou nesta quinta-feira (17) mais 36.303 casos e 829 mortes por Covid-19.

Ao todo, o país soma 4.455.386 diagnósticos e 134.935 vítimas fatais da doença causada pelo novo coronavírus.

O boletim diário inclui as confirmações feitas desde o dia anterior, independentemente da data em que o exame tenha sido coletado. Há análises que demoram dias ou semanas para serem concluídas.

São Paulo segue como o estado com a maior incidência do vírus, com 916.821 casos e 33.472 mortes. Em seguida, aparecem Bahia (289.655 casos e 6.132 mortes), Minas Gerais (262.001 casos e 6.500 mortes) e Rio de Janeiro (246.843 casos e 17.453 mortes). 

Leia também:

Países ricos já reservaram mais da metade da produção de vacina contra Covid-19

Reinaldo Azambuja, governador do MS, testa positivo para Covid-19

Nesta quinta, o procurador-geral da República, Augusto Aras, anunciou ter contraído a doença. Ele é o sexto convidado da posse de Luiz Fux na presidência do STF (Supremo Tribunal Federal) a testar positivo para o vírus. 

Antes dele, além do próprio Fux, foram infectados o presidente da Câmara Rodrigo Maia, dois ministros do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Antonio Saldanha e Luis Felipe Salomão, e a presidente do TST (Tribunal Superior do Trabalho), Maria Cristina Peduzzi.