Covid-19 mata 691 pessoas em 24 h no Brasil; 37 mil novos casos são confirmados

Ao todo, o país soma 6.204.220 diagnósticos e 171.460 mortos pela doença causada pelo novo coronavírus

Sinara Peixoto, da CNN. em São Paulo
26 de novembro de 2020 às 19:19 | Atualizado 26 de novembro de 2020 às 19:37

O Ministério da Saúde registrou nesta quinta-feira (26) mais 37.614 casos e 691 mortes por Covid-19

Ao todo, o país soma 6.204.220 diagnósticos e 171.460 mortos pela doença causada pelo novo coronavírus. 

Os dados da pasta consideram os números de confirmações de infecções e mortes no período de 24 horas a partir das 16h do dia anterior, independentemente da data em que tenham ocorrido. 

Leia também:

Quando as vacinas contra a Covid-19 estarão disponíveis para os brasileiros?

TCU vai apurar testes comprados pela Saúde e que estão perto de vencer

Oxford terá que passar por mais testes

A farmacêutica Astrazeneca, que desenvolve a vacina contra a Covid-19 em parceria com a Universidade de Oxford, no Reino Unido, afirmou nesta quinta-feira (26) que deve fazer testes adicionais do imunizante.

A decisão foi tomada depois de a empresa admitir que identificou um erro nas dosagens que um grupo de voluntários recebeu.

O imunizante da Astrazeneca foi desenvolvido para ser administrado em duas doses. Mas houve um erro na fabricação das doses dos testes clínicos, e alguns voluntários receberam uma menor concentração da vacina.

Entretanto, os cientistas conversaram com os reguladores e decidiram mesmo assim seguir adiante com os testes.

Nas pessoas que receberam as doses previstas, a eficácia foi de 62%. Já os voluntários que receberam uma dose e meia, o imunizante se mostrou eficaz em 90%.