Comitê dos EUA autoriza oficialmente uso da vacina da Pfizer no país

Com a decisão, imunizante pode agora ser utilizado e, pessoas com mais de 16 anos em todo o país

Madeline Holcombe e Eric Levenson, da CNN
13 de dezembro de 2020 às 15:15 | Atualizado 13 de dezembro de 2020 às 16:08
Ilustração de vacina contra Covid-19 da Pfizer
Imunizante da Pfizer poderá ser usado nos Estados Unidos após a decisão do CDC
Foto: Saulo Angelo/Futura Press/Estadão Conteúdo

O diretor do Comitê Consultivo sobre Práticas de Imunização do Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, Robert Redfield, autorizou, na tarde deste domingo (13), o uso da vacina da Pfizer-BioNTech contra o novo coronavírus em pessoas com mais de 16 anos. Com a decisão, o imunizante pode agora ser utilizado na população do país.

A decisão ocorre no mesmo dia em que o primeiro lote de vacinas saiu em caminhões de uma unidade da Pfizer na cidade de Portage, no Michigan, para ser distribuído em vários pontos do país.

Os veículos levaram 184.275 frascos da vacina em 189 caixas que devem ser distribuídas até segunda-feira (14) em todos os 50 estados americanos.

Outros 3.900 frascos devem ser despachados da unidade ainda neste domingo, e 400 caixas com cerca de 390 mil frascos serão enviadas na segunda-feira com previsão de entrega na terça-feira (15). 

Leia também:

Quais países já começaram a vacinação contra a Covid-19 e quais são os próximos

Como o mundo conseguiu uma vacina em menos de 1 ano

Veja o andamento da análise das vacinas contra Covid-19 no Brasil

São cinco doses de vacina por frasco, de acordo com a Pfizer. Os imunizantes devem chegar a 600 postos ao redor de todo os Estados Unidos nos próximos dias. 

A Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, em inglês), órgão regulador equivalente à Anvisa no Brasil, aprovou na sexta-feira (11) o uso emergencial da vacina da Pfizer e, no sábado (12), o CDC havia recomendado a utilização do imunizante para maiores de 16 anos no país. 

“Enquanto os casos de Covid-19 continuam crescendo em todo os Estados Unidos, a recomendação do CDC vem em um momento crítico. A vacinação contra a Covid-19 deve começar já na segunda-feira, e esse é o próximo passo nos nossos esforços para proteger os americanos, reduzir o impacto da pandemia de Covid-19 e ajudar a recuperar alguma normalidade para nossas vidas e nosso país, afirmou Redfield em um comunicado.

Destaques do CNN Brasil Business:

Fretamento de jato executivo aumenta no Brasil; veja quanto custa alugar um

SpaceX obtém quase US$ 900 mi do governo para banda larga em zona rural dos EUA

Pavê, churros, cerveja: marcas apostam em panetones diferentes para este Natal

O conselho do CDC recomendou que trabalhadores do sistema de saúde e casas de repouso em todo o país sejam os primeiros na fila para receber a vacina. 

Os Estados Unidos planejam distribuir 14 milhões de doses de vacina até o final de 2020, e um número entre 50 milhões e 80 milhões entre janeiro e fevereiro. 

A vacina chega em um momento crítico para os Estados Unidos. Hospitalizações por conta do novo coronavírus bateram recordes nos últimos dias e, com a chegada dos feriados de final de ano, em pleno inverno, especialistas temem que a pandemia pode piorar antes de o grande público receber a imunização.