Saúde confirma acordo para trazer mais 10,6 milhões de doses da vacina de Oxford

O primeiro lote de vacinas está previsto para chegar no Brasil até o final de fevereiro

Rudá Moreira, da CNN, em Brasília
03 de fevereiro de 2021 às 18:09 | Atualizado 03 de fevereiro de 2021 às 19:12

 

O Ministério da Saúde afirma ter fechado acordo para receber 10,6 milhões de doses da vacina desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford.

As doses do imunizante serão disponibilizadas ao Brasil por meio do consórcio global Covax Facility, que alocou para governo brasileiro um total de 10.672.800 doses.

Segundo a pasta, os primeiros lotes das doses chegarão ao Brasil ainda em fevereiro e os últimos, no mês de junho.“As tratativas com a AstraZeneca tiveram início nesta terça-feira (2) e, sem dúvidas, a nossa parceria com o laboratório facilita as conversas para que o acesso as vacinas seja o mais rápido possível, diminuindo o contágio e deixando mais pessoas protegidas”, afirmou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

O MS afirma que o Brasil optou por contratar doses suficientes de vacinas para imunizar 10% da população, pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19. Ou seja, um total de 42,5 milhões de doses. A pasta diz que a chegada das novas doses vai "ampliar ainda mais o acesso das vacinas aos brasileiros".