RJ: Com a chegada de mais doses, Niterói e São Gonçalo retomam vacinação

Em Niterói, idosos podem receber dose dentro do carro, em sistema drive-thru; em São Gonçalo, é preciso apresentar comprovante de residência

Mylena Guedes e Isabelle Saleme, da CNN, no Rio de Janeiro
11 de fevereiro de 2021 às 11:05

 

 

Duas horas antes da abertura dos portões para o início da vacinação drive-thru no campus Gragoatá da Universidade Federal Fluminense, em Niterói, na região metropolitana, ja havia filas de carros. Até oito veículos podem ser atendidos por vez no local.

Além de rápido, o sistema de vacinação drive-thru é considerado mais seguro para os idosos, que não precisam nem sair do carro para receber a injeção. O serviço funciona entre 8h e 20h. Depois de ter que interromper a vacinação por falta de imunizante, a prefeitura recebeu um lote de 5.670 doses nesta terça-feira (9). 

Os idosos a partir de 88 anos também podem procurar uma das policlínicas. Agora são seis endereços disponíveis (Piratininga, Fonseca, Barreto, São Lourenço, Vital Brazil e Itaipu). Para receber a vacina é preciso apresentar documento de identificação, para comprovar a idade.

 

A prefeitura também já começou a aplicar a segunda dose da Coronavac em profissionais de saúde da linha de frente e idosos em instituições de longa permanência, os primeiros a ser vacinados, no fim de janeiro. De acordo com a bula da vacina, é necessário um intervalo de 14 a 28 dias entre as duas doses para que a eficácia seja garantida. 

Em São Gonçalo, também na região metropolitana, além da apresentação dos documentos, agora será necessário mostrar, ainda, um comprovante de residência ou comprovante de trabalho na área hospitalar do município. Tudo para evitar a chamada “caravana pela vacinação”. Segundo o secretário de saúde de São Gonçalo, André Vargas, algumas prefeituras adotaram critérios próprios de imunização e, com isso, pessoas de municípios vizinhos foram até a cidade para se vacinarem.

Para idosos a partir dos 87 anos e  profissionais da saúde com mais de 60 anos, estarão disponíveis 8.200 doses. A prefeitura também já programa para os próximos dias a aplicação da segunda dose da vacina em quem tomou a primeira logo no início da campanha.