Estados de SP, RS e PR puxam alta no número de mortes por Covid-19 no Brasil

País atingiu novo recorde de mortes por Covid-19 em 24 horas nesta terça-feira (16)

Rafaela Lara, da CNN, em São Paulo
17 de março de 2021 às 10:25 | Atualizado 17 de março de 2021 às 11:33

O Brasil atingiu um novo recorde de mortes por Covid-19 na noite desta terça-feira (16). Foram 2.841 óbitos nas últimas 24 horas, puxados principalmente pelos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Paraná. 

Os dados são do levantamento do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde), da Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul e do Ministério da Saúde. Inicialmente, os dados do RS não haviam entrado na contagem nacional por problemas técnicos.

Em São Paulo, os números também atingiram o maior patamar já registrado – foram 679 mortes em um dia. São 64.902 vítimas do novo coronavírus em São Paulo – o estado brasileiro com maior número de casos e mortes.

De acordo com a secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul, o estado registrou 502 mortes por Covid-19 em 24 horas, recorde desde o início da pandemia. 

O Rio Grande do Sul é o quarto estado brasileiro com maior número de casos e mortes causadas pela pandemia do novo coronavírus. São 754.175 casos e 15.606 mortes registradas, segundo dados do Ministério da Saúde.

Já o estado do Paraná registrou 302 óbitos, nas últimas 24 horas, segundo dados do Ministério da Saúde, o que elevou o total de mortes para 13.936 nesta terça.

Ocupação das UTIs

Dados divulgados pelo governo do estado de São Paulo, confirmam que são 10.756 pacientes em UTI e 14.236 em enfermaria até a terça-feira (16). 

A taxa de ocupação de leitos de UTI no estado está em 90% e na Grande São Paulo já chega a 90,6%. Já no Rio Grande do Sul a taxa de ocupação de leitos de UTI na rede pública chega a 99,6%.

No Paraná, a taxa de ocupação de leitos de UTI chega a 96% na rede pública – a capital Curitiba tinha 97% de ocupação na rede pública até esta terça.