'Comissão nacional é para ontem, estamos em um estado de guerra', diz Nicolelis

Apesar do cenário preocupante, o médico e neurocientista acredita que ainda dá tempo de reverter a situação

Juliana Alves, da CNN, em São Paulo
23 de março de 2021 às 19:39

O médico e neurocientista Miguel Nicolelis afirmou nesta terça-feira (23), em entrevista à CNN, que a criação de uma comissão nacional é uma das formas para revertermos os números alarmantes de novos casos, internações e óbitos em decorrência do novo coronavírus no Brasil.

Nicolelis listou quatro pontos para minimizar a crise de saúde pública no Brasil. "[O primeiro é] Criar uma comissão nacional de manejo da pandemia para supervisionar todos os aspectos da pandemia a nível nacional, um estado maior de combate à pandemia, como todos os países fizeram. Tínhamos que criar bloqueios de fluxo de pessoas. Diminuir o fluxo não essencial pela malha rodoviária e aeroviária, porque esses fluxos estão sendo responsáveis não pela crescida dos casos, mas pela transmissão de variantes mais graves dentro do Brasil”, argumentou Nicolelis à CNN.

Para o neurocientista, é fundamental aumentar a vacinação em pelo menos 10 vezes, além de instituir um lockdown no país. “Essa é a receita de sucesso que os países que manejaram a pandemia usaram.”

Pessoas caminham de máscara em Belém (PA) 09/09/2020
Foto: Agência Pará

Apesar do cenário preocupante, Nicolelis acredita que ainda há tempo para reverter a situação da pandemia no Brasil. 

“Se nós fizermos essa comissão com o apoio do Supremo, Congresso, Fórum dos Governadores, com a associação de prefeitos  e com entidades da sociedade civil e da comunidade científica brasileira. Só que agora vamos precisar de ajuda internacional. Vamos precisar de países amigos do Brasil, que vendam dezenas de milhões de vacinas que estão estocadas, como existem nos Estados Unidos, China, Rússia e Índia”, afirmou.

A situação é tão crítica no país, na visão de Nicolelis, porque “não caiu a ficha” da população. “O Brasil está jogando futebol em meio a uma guerra fora de controle. Ainda dá tempo, mas é para ontem. Essa comissão é para ontem porque não dá para lidar com a pandemia cidade por cidade ou estado por estado, cada um fazendo o que dá na telha.”