Pfizer inicia teste de vacina para crianças entre 5 e 11 anos

Imunizante já foi testado em adolescentes de 12 a 15 anos; resultados encorajaram testes em crianças mais novas

Nadia Kounang e Amanda Sealy, da CNN
25 de março de 2021 às 14:10
Vacina contra Covid-19 da Pfizer/BioNTech
Vacina contra Covid-19 da Pfizer/BioNTech
Foto: Charles Platiau/Reuters (30.dez.2020)

Os pesquisadores da Duke University, nos Estados Unidos, começaram a testar a vacina Covid-19 da Pfizer para crianças menores de 12 anos. A empresa disse à CNN que pelo menos duas crianças já tomaram a primeira vacina.

A vacina Pfizer possui atualmente uma autorização de emergência da agência reguladora dos EUA para maiores de 16 anos.

A Pfizer está iniciando os testes em crianças entre 5 e 11 anos para determinar a dose apropriada. As vacinas começam com 10 microgramas. Se essa dose for tolerada, o teste aumentará para 20 microgramas e depois, 30 microgramas —a mesma dosagem usada em adultos. Também existe uma opção de 3 microgramas. A imunização das crianças também terá um esquema de duas doses, com 21 dias de intervalo.

Se a dose de 10 microgramas for tolerada no grupo de 5 a 11 anos, o estudo seguirá o mesmo processo para crianças entre 2 e 5 anos de idade. Se tolerado nessa faixa etária, os próximos serão os ensaios de vacinas para as crianças mais novas, entre 6 meses e 2 anos.

A Pfizer já avaliou a vacina em 2.259 crianças com idades entre 12 e 15 anos. A empresa disse à CNN que as descobertas de tolerância foram fortes o suficiente entre essa faixa etária para encorajar testes em crianças mais novas. Eles preveem poder compartilhar os dados sobre a segurança e eficácia da vacina na faixa etária de crianças mais velhas em breve.

 Os resultados do ensaio com menores de 12 anos são esperados até o final de 2021.

(Texto traduzido, leia o original em inglês)