São Paulo bate novo recorde e registra 1.209 mortes por Covid-19 em 24 horas

Estado é o que soma mais vítimas da doença no país; taxa de ocupação de leitos de UTI é de 92,3%

Anna Satie, da CNN em São Paulo
30 de março de 2021 às 11:33 | Atualizado 30 de março de 2021 às 11:55

 O estado de São Paulo bateu novo recorde nesta terça-feira (30) ao registrar 1.209 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas.

Em nota, a secretaria estadual de Saúde disse que esse total inclui dados acumulados do fim de semana. Antes, o maior número era o da última sexta-feira (26), quando 1.193 óbitos entraram na contagem.

Ao todo, o estado já confirmou 2.446.680 casos — 21.360 nas últimas 24 horas — e 73.492 vítimas, mais que qualquer outra unidade federativa brasileira. 

Até ontem, havia 31.041 pacientes internados, desses, 12.946 em leitos de UTI. A ocupação de vagas na terapia intensiva é de 92,3% em todo o território paulista e de 92,6% na Grande São Paulo. 

Na semana passada, o governo prorrogou a Fase Emergencial do Plano São Paulo até 11 de abril. Essa medida, que prevê restrições mais rígidas, está em vigor desde o último dia 15 e estava prevista inicialmente para terminar nesta terça. 

Enterro no cemitério da Vila Formosa, em SP, durante a pandemia de Covid-19
Enterro no cemitério da Vila Formosa, em São Paulo, durante a pandemia de Covid-19
Foto: Ettore Chiereguini/Agif/Estadão Conteúdo (3.mar.2021)

Durante esse período, estão suspensos cultos e celebrações religiosas coletivas, o uso de praias e parques, o funcionamento de lojas de material de construção e a retirada presencial nas lojas de alimentos e mercadorias.