O que você precisa saber sobre Covid-19 nesta quinta-feira

As notícias mais importantes sobre a pandemia no dia 8 de abril

da CNN, em São Paulo
08 de abril de 2021 às 20:32
Caixa com doses da Coronavac, vacina contra Covid-19
Caixa com doses da Coronavac, vacina contra Covid-19
Foto: Amanda Perobelli - 22.jan.2021/Reuters

 Nesta quinta-feira (8/04), o Brasil registrou novo recorde de mortes por Covid-19, chegando a 4.249 vítimas em 24 horas. Hoje também foi autorizada pela Anvisa a realização de testes clínicos com voluntários brasileiros para o desenvolvimento de uma nova vacina contra a Covid-19, e pesquisadores anunciaram o resultado de um estudo que constatou eficiência de até 73,8% da Coronavc em pessoas imunizadas, em comparação com a população não vacinada. Saiba mais:

Brasil bate recorde e registra 4.249 mortes por Covid-19 em 24 h 

O Brasil bateu recorde no número de mortes por Covid-19, nesta quinta-feira (8), chegando a 4.249 óbitos registrados em 24 horas. Com este dado, o país soma 345.025 mortes e 13.279. 857 casos de Covid-19 desde o início da pandemia, de acordo com dados consolidados pelo Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass). Leia mais.

Coronavac apresenta até 73,8% de eficiência após segunda dose, diz estudo do HC 

Mais de 20 mil profissionais de saúde do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP) foram vacinados com o imunizante Coronavac - fabricado pelo Instituto Butantan com os insumos desenvolvidos pelo laboratório chinês Sinovac Biotech - e submetidos à análise que constatou eficiência de até 73,8% da vacina contra a Covid-19, nas pessoas imunizadas, em comparação com a população não vacinada. Leia mais.

Butantan anuncia que metade dos insumos da Coronavac chega dia 20 

O Instituto Butantan anunciou nesta quinta-feira (8) a liberação pela China de metade do insumo aguardado para a fabricação da Coronavac. O IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) deve chegar ao país no dia 20 de abril. Isso vai permitir a retoma da produção de novas doses da Coronavac, que está suspensa, conforme revelou na quarta-feira (7) a CNN. Leia mais.

Governo de SP diz que receberá insumo da Coronavac em dois lotes, o 1º no dia 20 

O governo de São Paulo anunciou nesta quinta-feira (8) que o estado receberá dois lotes de 3 mil litros cada de insumos farmacêuticos, vindos da China, para o processamento de mais 5 milhões de doses da vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan. Leia mais.

Caixa com doses da Coronavac, vacina contra Covid-19
Caixa com doses da Coronavac, vacina contra Covid-19
Foto: Amanda Perobelli - 22.jan.2021/Reuters

“Não há possibilidade de paralisar a vacinação no Brasil”, afirma Queiroga 

O ministro da saúde, Marcelo Queiroga, afirmou à CNN que “não há possibilidade de paralisar a vacinação no Brasil” por falta de insumos. Queiroga reconheceu que há atraso na entrega do IFA (insumo farmacêutico ativo), principal matéria-prima da vacina, mas disse que tanto o Instituto Butantan quanto a Fundação Oswaldo Cruz vão continuar produzindo vacinas. Leia mais.

Anvisa autoriza realização de ensaio clínico da vacina Medicago/GSK no Brasil 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta quinta-feira (8) a realização de ensaio clínico com voluntários brasileiros para o desenvolvimento de uma nova vacina contra a Covid-19. Este é o quinto estudo de imunizante autorizado pela Anvisa. Leia mais.

O que você precisa saber sobre as variantes da Covid-19 

No momento, são consideradas variantes de preocupação as cepas do Reino Unido (B.1.1.7), do Brasil, com origem em Manaus (P.1), e da África do Sul (B.1.351 ou 501.V2). Por acumularem mutações como as N501Y, E484K e K417T, capazes de modificar a estrutura da proteína S, utilizada pelo vírus para infectar as células humanas, essas três variantes são consideradas atualmente as mais relevantes pela comunidade científica global. Leia mais.