SP vacinará pessoas com comorbidades e deficiência permanente neste sábado (22)

Postos de vacinação drive-thru, mega postos, farmácias parceiras e demais postos de unidades básicas de saúde (UBS), no entanto, estarão fechados.

Renato Barcellos, da CNN, em São Paulo
22 de maio de 2021 às 04:30 | Atualizado 22 de maio de 2021 às 14:50

 

Os postos de unidades básicas de saúde integrados com as assistências médicas ambulatoriais, os chamados AMA/UBS, ficarão abertos neste sábado (22), em São Paulo, para a vacinação contra a Covid-19. De acordo com a prefeitura da cidade, a imunização também será realizada nos postos UBS da Sé e de Santa Cecília.

No entanto, os postos de vacinação drive-thru, mega postos, farmácias parceiras e demais postos de unidades básicas de saúde (UBS) estarão fechados.

Neste sábado, podem se vacinas as pessoas com comorbidades ou deficiência permanente cadastrados no benefício de prestação continuada (BPC) e que tenham mais de 45 anos. O imunizante utilizado nesta fase da campanha é o Oxford/AstraZeneca/Fiocruz. A vacina CoronaVac, envasada no instituto Butantan, será aplicada apenas em segunda dose.

O imunizante da Pfizer/BioNtech só voltará a ser utilizada em São Paulo a partir da próxima terça-feira (25), quando um novo lote deve chegar aos postos das unidades básicas de saúde.

Foto: Morsa Images/GettyImages

As pessoas com comorbidades que pretendem receber a vacina precisam apresentar um documento de identificação e comprovante da condição de risco, como exames, receitas médicas, relatório ou prescrição médica.

Já as pessoas com deficiência permanente precisam apresentar o comprovante do recebimento do BPC, documento de identificação e comprovante da deficiência.

Conforme a prefeitura, a capital aplicou mais de 4,3 milhões de doses de vacina contra a covid-19, sendo mais de 1,4 milhões em segunda dose, até este momento.

(Com informações da Agência Brasil)