Em meio ao avanço da vacinação, Salvador realizará evento-teste neste mês

À CNN, o prefeito Bruno Reis (DEM) disse que 60% do público-alvo já recebeu a primeira dose de vacina contra a Covid-19 na cidade

Produzido por Juliana Alves e Layane Serrano, da CNN em São Paulo
14 de julho de 2021 às 08:29

Em meio ao avanço da vacinação contra a Covid-19, Salvador começa a flexibilizar as restrições para conter a pandemia. A capital baiana entrou na fase verde do plano de retomada da economia e agora amplia os horários de funcionamento dos teatros, parques de diversão e do comércio.

Em entrevista à CNN na manhã desta quarta-feira (14), o prefeito da cidade, Bruno Reis (DEM), afirmou que os números da pandemia em Salvador vem caindo de forma acentuada.

Bruno Reis (DEM), prefeito de Salvador
Foto: CNN Brasil (14.jul.2021)

“Ontem registramos o menor número de casos ativos dos últimos nove meses, e hoje amanhecemos com 49% de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e as UPAs (Unidade de Pronto Atendimento ) sem pacientes aguardando regulação”, disse. 

Além disso, segundo o prefeito, 60% do público-alvo já recebeu a primeira dose de vacina contra a Covid-19 na cidade, e 25% já completou o ciclo vacinal -- com as duas doses de vacina ou dose única, no caso da Janssen.  

Reis ainda falou que a capital baiana está praticamente há 16 meses sem realizar eventos na cidade e que já estão começando a analisar a possibilidade de definição de protocolos para a retomada de eventos. 

“Nossa expectativa é tentar realizar um evento com a capacidade máxima de 500 pessoas, todas imunizadas, fazendo o teste RT-PCR 24h antes do evento, para que nós possamos definir protocolos. E aí, na medida que os números caírem ainda mais, ir autorizando a retomada dos eventos em Salvador.”

 

Sobre a realização do Réveillon deste ano e do Carnaval de 2022, o prefeito de Salvador afirmou que os eventos só acontecerão se 100% da população estiver imunizada.

“O cronograma do Ministério da Saúde da oferta de vacinas confirmou que até dezembro teremos esse cenário. Esperamos que sim.”