Últimas da Covid-19: Brasil tem 1.548 mortes e recebe 1 milhão de vacinas

As notícias mais importantes sobre a pandemia desta quinta-feira (15/7)

Lucas Rocha, da CNN, em São Paulo
15 de julho de 2021 às 19:18 | Atualizado 15 de julho de 2021 às 21:20
Vacinação de adolescente
Com o avanço da vacinação contra a Covid-19, estados e municípios planejam a imunização de adolescentes de 12 a 17 anos
Foto: Getty Images (FG Trade)

O Brasil recebeu nesta quinta-feira (15) um lote com 1.036.800 doses de vacinas contra a Covid-19 da AstraZeneca, pelo consórcio Covax. Nas últimas 24 horas, foram registrados 1.548 óbitos e 52.789 novos casos de Covid-19 no país. Saiba mais:

Com 1.548 óbitos em 24 h, Brasil mantém queda na média móvel de mortes por Covid

Nesta quinta-feira, foram registrados no Brasil 1.548 óbitos e 52.789 novos casos de Covid-19, segundo dados apresentados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) referentes às últimas 24 horas. Com a atualização dos dados da pandemia, o país passa a ter 538.942 mortes e 19.262.518 de infectados pelo novo coronavírus. Leia mais.

Via Covax: Brasil recebe remessa de 1 milhão de vacinas Oxford/AstraZeneca

O país recebeu, nesta quinta-feira, o total de 1.036.800 doses de vacinas contra a Covid-19 do consórcio Covax, fabricadas pela AstraZeneca/Oxford. A expectativa é de que mais 3 milhões de doses do imunizante chegue ao Brasil nas próximas semanas. Leia mais.

Vacina a Sério: vacinados não recebem nem transmitem wi-fi e bluetooth

A CNN iniciou nesta quinta-feira (15) o quadro Vacina a Sério. A ideia é combater as fake news sobre as Vacinas contra a Covid-19 que circulam nas redes sociais. É informação para que todos levem a vacina a sério. Leia mais.

João Doria testa positivo para Covid-19

O governador de São Paulo João Doria (PSDB) confirmou que testou positivo para Covid-19. Em anúncio nas redes sociais, Doria afirmou que descobriu que estava infectado em um exame de rotina. Leia mais.

Especialistas explicam casos de pessoas que contraíram a Covid-19 mesmo vacinadas

É possível contrair o coronavírus mesmo tendo tomado a vacina contra a Covid-19. Isso porque nenhum imunizante disponível no mundo atualmente tem eficácia de 100% contra o vírus SARS-CoV-2, o que significa que algumas pessoas podem ser infectadas mesmo depois de tomar as duas doses. Leia mais.

Boletim da Fiocruz indica melhora em índices da pandemia

Todos os 26 estados brasileiros – além do Distrito Federal – apresentam pelo menos uma macrorregião de saúde (cidades que compartilham a mesma infraestrutura do SUS) com transmissão comunitária em nível alto ou extremamente alto. No entanto, houve uma redução no número de locais em situação gravíssima de contaminação segundo o panorama mostrado pelo mais recente boletim InfoGripe feito pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Agora, são 13 estados com alguma macrorregião com transmissão comunitária em nível extremamente alto. No último estudo feito, eram 17 estados neste patamar. Leia mais.

Florianópolis está há 11 dias sem mortes por Covid-19, diz prefeitura

A cidade de Florianópolis está há 11 dias sem mortes decorrentes de Covid-19. A última morte registrada no sistema municipal foi em 4 de julho, informou a prefeitura da capital catarinense. Segundo o governo local, o avanço da vacinação contra o novo coronavírus é a causa do recuo no número de óbitos pela doença. Leia mais.

Meta de imunização completa da população do Brasil só deve ser alcançada em 2022

Um levantamento feito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em parceria com a Universidade de São Paulo (USP) revela que o Brasil precisa aplicar mais 207 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 para atingir a imunização completa de toda a população. Apesar do aumento no ritmo, a velocidade ainda é insuficiente para que se chegue à cobertura vacinal desejável de pelo menos 90% da população completamente imunizada até o fim deste ano. Leia mais

Prefeitura de São Paulo divulga datas de vacinação para pessoas de 32 a 34 anos

A Prefeitura de São Paulo divulgou nesta quinta-feira o calendário atualizado de vacinação contra o coronavírus na cidade. Foram incluídas pessoas com 34, 33 e 32 anos. Pelo novo calendário, pessoas com 34 anos serão vacinadas na próxima segunda-feira (19). Pessoas com 33 anos poderão receber a primeira dose do imunizante na terça-feira (20). Já o grupo de 32 anos será vacinado na próxima quarta-feira (21). Leia mais.

Brasil registra 27 casos da variante Delta em sete estados, aponta levantamento

O Brasil registrou 27 casos da variante Delta (B.1.617.2), identificada pela primeira vez na Índia, em sete estados do país, segundo levantamento feito pela CNN com as secretarias de saúde nesta quinta-feira. Leia mais.

Variante Delta já tem transmissão comunitária no RJ, segundo autoridades de saúde

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, já é possível confirmar que há transmissão local da variante Delta na capital fluminense. A informação foi passada pelo secretário Daniel Soranz na manhã desta quinta-feira. Leia mais.

Estudo em Noronha ajudará a avaliar a necessidade de 3ª dose contra Covid-19

Um estudo em Fernando de Noronha vai monitorar o comportamento do coronavírus na população após a vacinação em massa contra a Covid-19. De acordo com Mozart Sales, especialista da Secretaria Estadual de Saúde que conduz a pesquisa, os resultados vão ajudar a determinar a necessidade de uma aplicação de dose de reforço ou uma terceira dose. Leia mais.

Vacinação de adolescentes contra a Covid-19

Com o avanço da vacinação contra a Covid-19, estados e municípios planejam a imunização de adolescentes de 12 a 17 anos. Até o momento, a Pfizer é a única vacina contra a Covid-19 autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para aplicação em crianças e adolescentes acima de 12 anos no Brasil. Especialistas consultados pela CNN explicam detalhes sobre o imunizante e os riscos de reações adversas. Leia mais.

INCA identifica variantes do coronavírus em pacientes e profissionais infectados

Pesquisadores do Instituto Nacional de Câncer (INCA) realizaram um estudo que investigou a prevalência das variantes em casos de infecções e reinfecções em pacientes e profissionais de saúde do Instituto, inclusive após receber a vacina contra Covid-19. Segundo o levantamento, 97% das pessoas analisadas foram infectados pelas novas variantes do coronavírus. Leia mais.

China deve fornecer dados brutos sobre as origens da pandemia, diz OMS

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que as investigações sobre as origens da pandemia de Covid-19 na China estão sendo prejudicadas pela falta de dados brutos sobre os primeiros dias da disseminação do vírus no local e pediu ao país para ser mais transparente. Leia mais.

COB confirma que delegação olímpica tem atletas que recusaram vacina

Trinta dos 301 atletas brasileiros inscritos para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 não receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19. A informação foi confirmada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), em entrevista coletiva virtual. O sub-chefe da missão, Jorge Bichara, confirmou que houve recusa à aplicação do imunizante e que o COB respeita as decisões individuais, uma vez que o Comitê Olímpico Internacional (COI) determinou que a imunização não é obrigatória. Leia mais.