Ainda tem tempo para se organizar para o Carnaval, diz secretário da Saúde de SP

Edson Aparecido afirmou que um estudo da Vigilância Epidemiológica municipal irá definir sobre a recomendação nas festas de Réveillon

Douglas Portoda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O secretário municipal da Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, afirmou, nesta quarta-feira (1º), em entrevista à CNN, ainda é muito cedo para tomar qualquer decisão em relação ao Carnaval, que acontece a partir do fim de fevereiro, com o avanço da variante Ômicron do coronavírus.

“Nós vamos nos basear, como sempre fizemos, nos estudos da Vigilância Sanitária. O estudo da Vigilância Epidemiológica do município fica pronto no final de semana, é ele que vai ditar exatamente a decisão com relação a questão do Réveillon. O Carnaval é daqui a três meses. Tem muito tempo ainda para se organizar”, declarou Aparecido.

O estado de São Paulo confirmou nessa quarta-feira o terceiro caso da variante Ômicron. De acordo com as autoridades, o passageiro chegou no aeroporto de Guarulhos, na região metropolitana, no último sábado (27), vindo da Etiópia.

“Ele é vacinado com as duas doses do imunizante da Pfizer. Em isolamento domiciliar desde o último sábado, sem sintomas e sendo acompanhado pela vigilância do município de Guarulhos, local que reside”, afirmou a Secretaria estadual em nota.

Segundo Aparecido, “quando se fala na questão epidemiológica, 15 dias é quase uma eternidade”. Ainda explicou que a cidade conseguiu melhores decisões do que o governo estadual.

“São Paulo, inclusive, quase sempre teve medidas muito mais restritivas que o estado. O estado, por exemplo, liberou a recomendação de uso de máscara a partir do dia 11 de dezembro. O município não fez isso.”

O governo estadual informou, em 30 de novembro, que vai reavaliar as regras sobre o uso de máscaras em locais abertos a partir do dia 11 de dezembro.

“O nosso parâmetro sempre foi o cenário epidemiológico em São Paulo. E, por isso, precisamos saber o impacto da nova variante com a flexibilização do uso de máscaras em espaços abertos. É necessário ter cautela e avaliar esse novo elemento. O nosso compromisso é com a saúde da população”, disse o governador João Doria (PSDB).

 

 

 

Mais Recentes da CNN