Anvisa alerta sobre primeiro caso de fungo que é ‘séria ameaça à saúde pública’

Fungo foi uma amostra de ponta de cateter de um paciente adulto internado em um hospital na Bahia

Pedro Teodoro*, da CNN

Ouvir notícia

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) emitiu um alerta nesta terça-feira (8) de que está investigando um possível caso de um fungo que “representa uma séria ameaça à saúde pública”.

Esta seria a primeira infecção brasileira pelo Candida auris, fungo fatal que, segundo a Anvisa, pode causar infecção na corrente sanguínea, no sistema nervoso central e órgãos internos.

Ele ataca principalmente pacientes com comorbidades e chama a atenção pela resistência às principais classes de medicamentos antifúngicos. 

O fungo foi uma amostra de ponta de cateter de um paciente adulto internado em um hospital na Bahia. A amostra foi encaminhada para laboratório do hospital para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-BA) que, no mesmo dia, comunicou a suspeita de que poderia ser o fatal Candida auris. 

Leia também:

‘Cigarras zumbis’: fungo controla mente de insetos e os obriga a infectar outros

Cientistas sequenciam o DNA de mofo que produziu o primeiro antibiótico

Representação gráfica do fungo Candida auris
Representação gráfica do fungo Candida auris
Foto: Reprodução/CDC

Nesta segunda (7), o Laboratório do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFM-USP) encaminhou à Anvisa o laudo com resultado positivo, confirmando que se trata do fungo. 

De acordo com a agência, ainda serão realizadas análises fenotípicas e o sequenciamento genético do microrganismo pelo Laboratório Especial de Micologia da Escola Paulista de Medicina (LEMI–UNIFESP) – ou seja, ainda não há confirmação por parte do órgão nacional. 

Destaques do CNN Brasil Business:

O dólar está quase voltando para a casa dos R$ 4 – vai cair ainda mais?

WhatsApp lança opção de carrinho de compras e catálogo para lojas no chat

China experimenta moeda digital para tirar hegemonia do dólar

Contudo, de acordo com a Anvisa, com a informação da suspeita, a agência já está tomando medidas para prevenir e controlar infecções relacionadas ao possível novo fungo. Além disso, estão sendo implementadas investigações epidemiológicas para verificar se existe a contaminação de outras pessoas do serviço de saúde. 

Em outubro de 2016, a Opas, braço americano da Organização Mundial da Saúde (OMS), publicou um alerta epidemiológico em função dos relatos de surtos de Candida auris em serviços de saúde da América Latina, recomendando aos estados-membros a adoção de medidas de prevenção e controle de surtos decorrentes deste patógeno. 

(*Supervisão de Giovanna Bronze)

Mais Recentes da CNN