Anvisa recebe novo pedido de importação da vacina Covaxin

Em março, a agência negou o pedido de importação por falta de documentos; a Bharat Biotech também protocolou um novo pedido de certificação de boas práticas

Rafaela Lara, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu um novo pedido de importação da vacina Covaxin. A solicitação para importação foi apresentada pelo Ministério da Saúde nesta segunda-feira (24). 

A pasta quer importar 20 milhões de doses da vacina fabricada na Índia, onde o imunizante tem autorização para uso emergencial. Em março, quando houve o primeiro pedido de importação, a Anvisa alegou ausência de documentos e negou, por unanimidade, a autorização da importação. 

Na época, a Anvisa informou que restavam pendentes o relatório técnico da avaliação da vacina emitido ou publicado pela autoridade sanitária indiana, certificados de liberação dos lotes a serem importados e o licenciamento de importação.

Agora, no entanto, a agência informa que o “Ministério da Saúde e a empresa Precisa Medicamentos seguiram em tratativas com a Anvisa a fim de adequar os aspectos que motivaram o indeferimento.”

A fabricante do imunizante, Bharat Biotech, protocolou um novo pedido de certificação de boas práticas.

“No que se refere ao cumprimento das Boas Práticas de Fabricação pela fabricante Bharat Biotech, um dos principais aspectos que motivou a decisão anterior, a empresa protocolou novo pedido de certificação na Anvisa, referente à linha de produção do produto acabado”, diz a nota da Anvisa. 

Dose da vacina indiana da Bharat Biotech, de nome Covaxin
Dose da vacina indiana da Bharat Biotech, de nome Covaxin
Foto: Adnan Abidi/Reuters

Mais Recentes da CNN