Avanço da vacinação pode transformar pandemia em endemia sazonal, diz infectologista

Médica infectologista Luana Araújo falou sobre o cenário da pandemia no país em entrevista à CNN nesta segunda-feira (17)

Anna Gabriela CostaElis Francoda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Um ano após a aplicação da primeira vacina contra a Covid-19 no Brasil, a médica infectologista Luana Araújo falou sobre o cenário da pandemia no país em entrevista à CNN, nesta segunda-feira (17).

De acordo com a médica, se o país mantiver o avanço na vacinação de adultos e crianças, a pandemia pode transformar-se em uma endemia sazonal.

“Se a vacinação continuar avançando nas crianças, se tiver vacina para criança abaixo de cinco anos e se os adultos continuarem vacinando, o resto parece responder muito bem a essa história. A gente deve ter a tendência, se isso se mantiver e se o vírus não criar confusão, a gente consegue pensar num futuro para a pandemia – para este ano ainda – de um controle maior de uma transformação de uma pandemia endêmica e sazonal”, disse a médica.

Porém, segundo a infectologista, a melhora da pandemia defende da velocidade da cobertura vacinal

“É o que a gente espera que aconteça, mas isso depende da velocidade da cobertura vacinal. Precisamos chegar a 100% dos adultos vacinados, não é só em questão de cobertura, mas em velocidade que isso acontece, porque com isso diminui a chance desse vírus continuar mutando e, em uma excepcionalidade, virar algo pior que a Ômicron. Se a gente conseguir vacinar podemos controlar a pandemia este ano ainda, mas em termos globais isso significa um esforço tremendo”, afirmou.

Diferença entre surto, epidemia, endemia e pandemia

Carlos Magno, professor da faculdade de Medicina da Unesp (Universidade Estadual Paulista) e membro do grupo de contingência do Covid-19 no estado de São Paulo, explica que esses são nomes técnicos que descrevem o alcance de uma doença.

“Epidemia é quando uma doença apresenta um crescimento abrupto, além do que é esperado”, diz. “Não chamamos de epidemia quando são doenças sazonais, como a dengue, que os casos crescem todos os anos na mesma época. Quando uma epidemia acontece de maneira constante ao longo do tempo no mesmo local, é chamada de endemia”.

Magno explica que surto é um termo diminutivo de epidemia. “Esse é um termo usado genericamente para descrever uma epidemia de menor proporção, restrita a um só lugar, como um surto de gripe em uma casa de repouso, surto de uma bactéria em um hospital”.

E pandemia, o que é? “Pandemia é o nome para uma epidemia de âmbito global. É a OMS quem determina se uma epidemia será chamada de pandemia, mas há um critério técnico: tem de haver transmissão ativa em pelo menos três continentes”, conta.

Magno ressalta que é o órgão internacional quem faz a decisão. “Tem certa flexibilidade. O ebola, sem que chegasse nessa situação, foi descrito como emergência de saúde internacional”. Em julho de 2019, a OMS declarou como emergência o surto de ebola na República Democrática do Congo, que contaminou 2.500 pessoas e matou 1.670.

Mais Recentes da CNN