Butantan avalia dose de reforço da Coronavac em Serrana, no interior de SP

Ideia é analisar a duração da proteção da vacina contra Covid-19 desenvolvida pelo instituto paulista

Paula Nobre, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O Instituto Butantan avalia a aplicação de uma dose de reforço da vacina contra Covid-19 Coronavac nos moradores da cidade de Serrana, no interior de São Paulo, onde um estudo com vacinação em massa foi realizado pela instituição.

De acordo com o diretor do instituto, Dimas Covas, o resultado de uma pesquisa feita no Chile gerou a recomendação da aplicação de uma nova dose da Coronavac.

Os pesquisadores chilenos observaram que os anticorpos contra a Covid-19 diminuíram após seis meses que o imunizante foi aplicado.

A ideia do Butantan é justamente monitorar a duração da proteção dos vacinados em Serrana e avaliar se há, de fato, a necessidade de uma dose de reforço do imunizante, que é produzido no Brasil pelo instituto.

Frasco com Coronavac, vacina contra Covid-19
Frasco com Coronavac, vacina contra Covid-19
Foto: Vincent Bosson/Fotoarena/Estadão Conteúdo (19.mar.2020)

Mais Recentes da CNN