CNN Sinais Vitais aborda o câncer de próstata

O câncer de próstata é o segundo câncer mais frequente entre os homens após os tumores de pele

Carolina Marcelinoda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O câncer de próstata é o segundo câncer mais frequente entre os homens após os tumores de pele. Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, um homem morre a cada 40 minutos vítima dessa doença. Com prevenção e tratamento certeiro é possível reverter estes números.

A equipe do CNN Sinais Vitais, com o Dr. Roberto Kalil, visitou o Centro de Referência da Saúde do Homem. O hospital é considerado o maior centro de saúde especializado da América Latina e é referência nacional no tratamento de cálculo renal e do aumento benigno da próstata.

Dados mostram que 20% dos pacientes com câncer de próstata são diagnosticados em estágios avançados.

Além disso, quando os sintomas começam a aparecer, 95% dos casos já estão em fase adiantada. Por isso, a importância de exames simples como o toque e o exame de sangue para identificar o nível de PSA (proteína que aumenta em caso de tumor).

“O exame de toque não fere em nada a integridade do homem. É um exame físico, como é, por exemplo, auscultar o coração, checar a pressão arterial, auscultar os pulmões, ou como é fazer uma apalpação do abdômen de alguém”, explicou Dr. Fernando Maluf, Diretor Médico Associado do Centro de Oncologia e Hematologia da Beneficência Portuguesa de São Paulo.

O programa mostrará o tratamento e a cirurgia do câncer de próstata que é feita na maioria das vezes de forma robótica.

O Dr. William Nahas, professor titular de Urologia da Faculdade de Medicina da USP e urologista do ICESP e do Hospital Sírio-Libanês, abriu as portas do centro cirúrgico do ICESP para a nossa equipe.

O Dr. Miguel Srougi, urologista da Rede D’or e professor de Urologia da Faculdade de Medicina da USP, defende a prevenção a partir dos 50 anos, e aos 45 para aqueles que possuem casos na família. E ele ainda faz o alerta sobre manter uma qualidade de vida para evitar doenças futuras.

“O indivíduo que teve câncer, ele tem obrigação de se exercitar, de evitar carne animal, de não ser obeso, de se cuidar e não fumar”.

O episódio ainda falará sobre a hereditariedade, e da biópsia que deve ser realizada para identificar o grau do tumor antes do tratamento.

Mais Recentes da CNN