Com escassez de vacina, Rio prioriza segunda dose e idosos que ‘perderam a fila’

Rio de Janeiro está com o calendário de vacinação suspenso por conta de um erro de cálculo que levou à escassez de vacinas

Funcionária da rede de farmácias CVS aplica vacina em idoso
Funcionária da rede de farmácias CVS aplica vacina em idoso Foto: Divulgação/CVS

Isabelle Saleme e Mylena Guedes, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

 Nos postos de saúde da capital fluminense neste sábado (13), apenas idosos a partir dos 76 anos que ainda não receberam o imunizante contra a Covid-19 e quem já está na data para tomar a segunda dose da vacina será atendido.

A expectativa é que a cidade do Rio de Janeiro receba novas doses da vacina contra Covid-19 na próxima semana, de acordo com a Secretaria Municipal da Saúde. Contudo, ainda não há uma data definida.

Com a chegada da nova remessa, será possível retomar o calendário de vacinação da primeira dose, que está suspenso desde ontem (12). Com a paralisação, idosos de 75 anos não puderam ser vacinados e precisam aguardar novos lotes. Inicialmente tinha sido divulgada a vacinação para essa faixa etária até este sábado. 

O anúncio da suspensão foi feito pelo prefeito Eduardo Paes (DEM) em rede social na noite de quinta-feira (11), quando informou que os pontos de vacinação tiveram uma procura maior do que o esperado. A Secretaria de Saúde afirmou que a expectativa era aplicar 25 mil doses na quarta e quinta-feira, mas 38,6 mil pessoas receberam a vacina. Ou seja, 13,6 mil pessoas além do previsto.

A primeira informação foi de que houve um erro de cálculo, por isso chegou a faltar doses nos locais de vacinação. Depois, o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, disse que a vinda de pessoas de outros municípios para a capital pode ter sido um dos fatores que provocaram a suspensão.

A cidade aplicou 42.371 doses em residentes de outros locais, de acordo com dados da prefeitura. O número equivale a pouco mais de 7% de todas as aplicações na capital.

Os moradores de Duque de Caxias, na Região Metropolitana, foram os que mais procuraram postos de saúde cariocas, foram 3951 caxienses imunizados no Rio. A cidade de Duque de Caxias, assim como a capital fluminense, também suspendeu a vacinação. A assessoria confirmou que o município não tem doses para aplicar na população e paralisou a imunização nessa sexta-feira (12).

Os dados da prefeitura carioca apontam, ainda, para 4.298 pessoas de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, e 3.799 de Niterói, na Região Metropolitana, sendo imunizadas no Rio. Há na sequência moradores de São João de Meriti, São Gonçalo e Belford Roxo. Esses municípios, segundo levantamento da CNN junto às prefeituras têm doses para seguir vacinando nos próximos dias.

As doses que estavam sendo aplicadas nesta semana estão entre as 261.800 da Coronavac que chegaram ao Estado na terça-feira (9). A Capital Fluminense recebeu 63 mil doses e disponibilizou à população 56 mil delas. Em toda a cidade do Rio, 469.768 pessoas receberam a primeira dose do imunizante, cerca de 6,96% da população carioca. Outras 150.366 foram vacinadas com a segunda dose. Ao todo, 620.134 doses foram aplicadas. Já em todo o estado, 734.700 pessoas foram vacinadas.

Mais Recentes da CNN