Coronavac será usada apenas para aplicação da segunda dose na cidade de SP

A informação foi confirmada à CNN pelo Secretário Municipal da Saúde de São Paulo, Edson Aparecido

Evelyne LorenzettiMatheus MeirellesAndré Rosada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

A vacina Coronavac contra a Covid-19 será utilizada apenas para aplicação da segunda dose em São Paulo. A informação foi confirmada à CNN pelo Secretário Municipal da Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, que explicou que a mudança de orientação ocorre devido à falta de doses suficientes para a manutenção da aplicação de primeiras e segundas doses.

Segundo um levantamento realizado pela Agência CNN, nesta quarta-feira (20), pelo menos 269 pontos de vacinação da capital paulista não contam com a vacina para aplicação da segunda dose, o que representa 49,5% dos postos.

Em nota, a secretaria informou que a capital paulista recebeu, nesta quarta-feira, 50 mil doses do imunizante produzido pelo Instituto Butantan, que serão destinadas à vacinação de 46 mil pessoas que aguardam a aplicação da segunda dose.

A medida passa a valer a partir desta quinta-feira (21). O direcionamento das vacinas para completar o esquema vacinal desabastecerá os postos para a aplicação da primeira dose e doses de reforço

Nesta quarta-feira, começou a valer, na cidade de São Paulo, a redução no intervalo entre as doses da Pfizer, que agora passa a ser de 21 dias.

No esquema anterior, havia uma espera de 56 dias entre a primeira e a segunda aplicação. Com a chegada de 357.354 mil doses de imunizantes nesta semana, a capital definiu o intervalo mais curto entre as doses.

Mais Recentes da CNN