Covid-19: após atualização pelo Ceará, total de casos no país é reduzido

Atualização das informações computados anteriormente excluiu 573 notificações da doença no país após mudança na consolidação dos dados da secretaria de Saúde do Ceará

Pesquisadores do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) realizam o diagnóstico do novo coronavírus
Pesquisadores do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) realizam o diagnóstico do novo coronavírus Josué Damacena/IOC/Fiocruz

Lucas RochaMariana CatacciEvelyne Lorenzettida CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

No balanço diário das informações da Covid-19 desta terça-feira (21), o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) realizou uma atualização dos dados computados anteriormente e excluiu 573 notificações da doença. Com a correção, o país tem o total de 21.247.094 infecções confirmadas desde o início da pandemia, em março de 2020.

A Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (SESA) informou que foram feitas alterações no processo de consolidação das informações do IntegraSUS. Com isso, foram corrigidos processos de extração, tratamento e limpeza na base de dados, o que levou à correção no número de casos registrados no estado. No total, 12.028 casos haviam sido computados de forma duplicada no Ceará.

“Foram detectados diagnósticos positivos para Covid-19 no eSUS-Notifica em pessoas cadastradas no mesmo período com nomes diferentes na base de dados do Sivep-Gripe – ambos sistemas de informação do Ministério da Saúde. Essas pessoas estavam contabilizadas como dois casos positivos”, diz a nota da SESA enviada à CNN.

O Ceará registra 923.951 casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia. A correção equivale a 1,3% das notificações no estado.

Nas últimas 24 horas, foram registradas 485 mortes pela doença no país, elevando o total para 591.440. A média móvel de óbitos ficou em 520 nesta terça-feira.

OMS escolhe o Brasil para produzir nova vacina

O Brasil foi selecionado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para o desenvolvimento e produção de vacinas com tecnologia de RNA mensageiro (mRNA) na América Latina. O centro escolhido pela entidade foi o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, atual produtor da vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca no Brasil. Leia mais.

Vírus pode servir de biomarcador da Covid-19

Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) descobriram que a concentração de um dos vírus mais encontrados no corpo humano pode ser um biomarcador de como a infecção por Covid-19 se manifesta no organismo. Leia mais.

Duas doses da vacina da Janssen tiveram eficácia de 94%

Um esquema de duas doses da vacina contra a Covid-19 da Janssen oferece 94% de proteção contra a infecção sintomática, afirmou a empresa Johnson & Johnson, fabricante da vacina, nesta terça-feira (21). O regime de duas doses da vacina se mostrou comparável ao esquema de duas doses da Moderna ou Pfizer. Leia mais.

Rio libera eventos abertos

Começa nesta terça-feira (21) a nova fase de flexibilização da cidade do Rio de Janeiro. A partir de agora, estão liberados eventos para até 500 pessoas em locais abertos. No entanto, continuam valendo as determinações de distanciamento de pelo menos um metro entre mesas e cadeiras, e a recomendação de que não sejam formadas filas e aglomerações nos acessos. Leia mais.

Tópicos

Mais Recentes da CNN