Covid-19: Brasil registra menor média móvel de mortes em mais de duas semanas

Em 24 horas, país computou 225 mortes e 9.004 novos casos da doença, de acordo com boletim divulgado pelo Conass

Hospital de campanha em Santo André (SP) durante pandemia da Covid-19
Hospital de campanha em Santo André (SP) durante pandemia da Covid-19 ESTADÃO CONTEÚDO

Andrezza Pugliesida CNN

São Paulo

Ouvir notícia

O Brasil registrou 225 mortes e 9.004 novos casos de Covid-19, segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). O balanço foi publicado às 18 horas deste domingo (3). Os indicadores são referentes às últimas 24 horas.

Já a média móvel de óbitos ficou em 501, menor índice registrado em mais de duas semanas, desde o último dia 13 de setembro, quando ficou em 465. O número representa o total diário de vítimas pela doença na média dos últimos sete dias.

Em 2021, a menor média móvel de mortes pela Covid-19 foi registrada em 10 de setembro, quando o número ficou em 454. Mas, desde o último dia 14, o índice tem ficado acima de 500 óbitos diários.

Ao todo, o território brasileiro acumula 597.948 mortes pela doença e 21.468.121 infectados.

São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Bahia e Santa Catarina são os estados mais afetados pela pandemia. Todos ultrapassam a marca de 1 milhão de contaminados.

Novo lote da Pfizer chega ao Brasil

Três lotes de vacinas da Pfizer contra Covid-19 chegaram ao Brasil provenientes do Aeroporto Internacional de Miami. Com a entrega, o Brasil recebeu nesta manhã quase três milhões de doses do imunizante.

Este seria o segundo maior número de doses entregues em um único dia, com quatro lotes, superado apenas por 12 de setembro, quando o Brasil recebeu 5,1 milhões de unidades do imunizante. No entanto, a farmacêutica norte-americana informou que, por questões logísticas, a entrega do lote 95, contendo 1.140.750 doses, será reprogramada para a próxima semana.

Amazonas registra os menores índices de Covid-19 desde o início da pandemia

Em setembro, o estado do Amazonas registrou os menores índices de casos, hospitalizações e mortes por Covid-19 na comparação com todos os meses da pandemia, desde março de 2020. Os dados foram divulgados pela Fundação de Vigilância em Saúde do estado.

As autoridades apontam o avanço da vacinação como a responsável pela melhora nos números. A queda dos principais marcadores da pandemia é constante desde o início da campanha de imunização, no dia 18 de janeiro.

Mais Recentes da CNN