Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Covid-19 mata 26 vezes mais pacientes não vacinados do estado de São Paulo

    Levantamento da Secretaria de Estado da Saúde considerou 7,9 mil mortes entre dezembro e fevereiro; a cada 100 mil óbitos, 332 foram de não imunizados, contra 13 de habitantes com duas doses de vacinas

    Mulher é vacinada contra Covid-19 no Rio de Janeiro
    Mulher é vacinada contra Covid-19 no Rio de Janeiro 27/10/2021REUTERS/Pilar Olivares

    Bárbara Brambilada CNN

    Ouvir notícia

    O número de óbitos por Covid-19 em pacientes não vacinados é 26 vezes maior que em imunizados com duas doses no estado de São Paulo, aponta um estudo da Secretaria de Estado da Saúde divulgado nesta segunda-feira (14).

    A iniciativa analisou 8.283 mortes registradas pelos 645 municípios do estado no sistema Sivep-Gripe entre 5 de dezembro de 2021 e 26 de fevereiro de 2022, quando havia prevalência e circulação da variante Ômicron.

    Deste total, 7.942 óbitos foram considerados no estudo, uma vez que tinham o campo de vacinação preenchido no sistema oficial.

    “Os dados mostram o impacto dos índices de vacinação no estado de São Paulo, que hoje tem quase 90% da população elegível vacinada com as duas doses. Mesmo com a circulação de uma variante mais transmissível, que é o caso da Ômicron, os números comprovam que São Paulo fez a escolha cerca em apostar na ciência e na vacinação como as principais medidas de enfrentamento da pandemia de Covid-19”, destacou, em nota, a coordenadora do PEI (Programa Estadual de Imunização), Regiane de Paula.

    Segundo o governo de São Paulo, o número de mortes ocorridas no período da análise, entre os não vacinados, foi de 332 por 100 mil habitantes.

    Já entre os habitantes com esquema vacinal com duas doses, a quantidade é de 13 óbitos por 100 mil pessoas.

    Os dados demonstram, ainda, que as mortes foram 69% maiores em imunizados com apenas uma dose – 22 mortes por 100 mil habitantes -, se comparado com os que têm duas aplicações de imunizantes.

    A análise considerou a população elegível para a vacinação em São Paulo, que é de cerca de 43,2 milhões de pessoas, eas mais de 100 milhões de doses aplicadas durante toda a campanha no estado.

    Aproximadamente 717 mil pessoas não tomaram nenhuma dose em SP, segundo o governo.

    Nesta segunda-feira (14), de acordo com o Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), o estado de São Paulo tem 5.128.738 casos acumulados da Covid-19 e 166.093 óbitos.

    Mais Recentes da CNN