Covid-19: Regulador britânico avaliará melhor dosagem para vacina de Oxford

Estudo aponta que vacina teve eficácia de 62% em pessoas que receberam duas doses completas, e de 90% para um grupo que recebeu meia dose e depois uma integral

Vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford
Vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford Foto: Sean Elias - 04.abr.2020 / Divulgação / Reuters

Alistair Smout, da Reuters

Ouvir notícia

O regulador médico do Reino Unido vai examinar todos os dados dos testes com a vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford com a AstraZeneca, incluindo qual regime de dosagem é mais adequado para uso, disse a presidente-executiva do órgão regulador nesta quarta-feira (9).

“Nossa análise regulatória é totalmente abrangente. Vamos olhar para todos os dados disponíveis”, disse Jane Raine, presidente-executiva da Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde (MHRA), a parlamentares, depois que um estudo mostrou que a vacina teve eficácia de 62% em voluntários de testes que receberam duas doses completas, mas de 90% para um grupo menor que recebeu meia dose, depois uma dose integral.

Leia também:
Última fase dos testes clínicos da vacina de Oxford tem eficácia média de 70,4%
Pessoas com ‘alergias significativas’ não devem se vacinar com dose da Pfizer, diz Reino Unido
Lei pode obrigar Anvisa a analisar possível vacina em apenas 72 horas
Como se posicionam os governadores após reunião com ministro da Saúde

“Claramente temos grande interesse nas possíveis razões para as diferentes dosagens terem uma eficácia diferente”, disse ela.

“A posição é que vamos olhar para cada pedaço de evidência… Parte disso será examinar com grande rigor as bases para o regime apropriado de doses.”

Mais Recentes da CNN