Empelicado: Em fenômeno raro, bebê nasce dentro da bolsa amniótica da mãe; veja

No quadro Correspondente Médico, dr. Fernando Gomes falou do caso do bebê não teve bolsa amniótica rompida durante o nascimento

Da CNN*

Em São Paulo

Ouvir notícia

Na edição desta terça-feira (28) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes falou sobre uma cena curiosa e, ao mesmo tempo, emocionante. Na cidade São Miguel do Oeste (SC), um bebê nasceu empelicado, ou seja, dentro da bolsa amniótica da mãe.

Davi Lucca Rosset Basso nasceu com pouco mais de 3 kg e medindo 46 cm. Foto e vídeo do parto, feitos pela fotógrafa Vanuza Lolatto e publicados nas redes sociais da clínica, viralizaram. O fenômeno é considerado raro.

De acordo com o médico obstetra responsável pelo parto, Romar Pagliarin, foi realizada uma cesárea, pois a mãe, Sandra Rosset, é hipertensa. À CNN, ele contou que o momento foi de bastante emoção para toda a equipe.

Fernando Gomes explicou que a bolsa amniótica é onde o bebê se desenvolve dentro do útero da mãe. “No momento do nascimento, não é incomum ouvir que ‘rompeu a bolsa’. É quando começa a vazar um líquido e rapidamente a mãe entra em trabalho de parto.”

“Obviamente, no parto normal não vemos essa possibilidade. Mas, na cesárea, pode existir a situação de que, durante a abertura [do útero], essa bolsa não se rompe e o bebê nasce normalmente. Isso nos dá a possibilidade de observar como é esse cantinho aconchegante do bebê, que traz a possibilidade do desenvolvimento intrauterino”, completou o médico.

No quadro Correspondente Médico, dr. Fernando Gomes falou do caso de bebê que nasceu dentro da bolsa amniótica / Foto: Vanuza Lolatto

(*Com informações de Nicole Lacerda, da CNN, em São Paulo)

Mais Recentes da CNN