Estado de alerta para impactos de variante Delta é cotidiano, diz especialista

Confederação Nacional de Municípios identificou cepa do coronavírus em pelo menos 181 cidades brasileiras

Produzido por Jorge Fernando Rodrigues e Layane Serranoda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

O último levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM) identificou a variante Delta do coronavírus em pelo menos 181 cidades brasileiras, o que acende o alerta para a expansão da transmissão comunitária da cepa no país.

Em entrevista à CNN, a supervisora da área de saúde da confederação, Carla Albert, explicou que o dado é quase o dobro do registrado na semana anterior. “Pelos boletins epidemiológicos, o Rio de Janeiro, neste momento, é o estado que tem registrado a maior concentração dessa variante”, afirmou.

Segundo ela, um aprendizado da pandemia de Covid-19 é a volatilidade das situações sanitárias. “O estado de alerta quanto aos impactos da variante Delta é cotidiano. Se tem algo que a gestão da pandemia nos ensinou é que nada é fixo. Temos que fazer acompanhamento e estar em alerta cotidianamente.”

‘Choque positivo’

Carla Albert também comentou sobre os impactos da vacinação nos números da pandemia. Segundo o levantamento do CNM, 24% dos 2.344 municípios pesquisados têm pelo menos 50% das pessoas com o ciclo vacinal completo contra o novo coronavírus.

No entanto, 71% das cidades que responderam à pesquisa informaram que imunizaram, com ambas as doses ou com a dose única, menos de 50% da população.

“Em estatística, quando uma tendência muda bruscamente de movimento é porque há um choque. A vacina é um choque positivo para o resultado que temos de queda de casos, óbitos e na mudança do perfil das pessoas internadas em UTI”, disse.

Para a especialista, há ainda problemas a serem enfrentados em relação à imunização da Covid-19, no entanto, há maior periocidade na distribuição e quantidade de vacinas disponibilizadas aos municípios, na comparação com o início de 2021.

Mais Recentes da CNN