Fiocruz entrega novo lote da vacina AstraZeneca ao Ministério da Saúde

Nova remessa com cerca de 4,5 milhões de doses foi entregue nesta terça-feira; ao todo, 118,3 milhões de doses foram enviadas ao PNI

Vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)
Vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Breno Esaki/Agência Saúde DF

Mylena Guedesda CNN*

No Rio de Janeiro

Ouvir notícia

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) entregou, nesta terça-feira (26), cerca de 4,5 milhões de doses da vacina AstraZeneca ao Ministério da Saúde. Com a nova remessa, 118,3 milhões de doses do imunizante contra a Covid-19 foram enviadas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Na última quarta-feira (20), a fundação entregou 2,1 milhões de vacinas ao Ministério da Saúde, para serem distribuídas às 27 unidades federativas.

Questionada pela CNN se a Fundação entregará as 200,4 milhões de doses até o final deste ano, como previsto em acordo entre autoridades brasileiras com o Reino Unido, a Fiocruz afirmou que a entrega depende da chegada de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA).

As entregas semanais estão garantidas até a terceira semana de novembro, sem interrupção. Segundo a Fundação, com o insumo recebido no último domingo (24) será possível produzir cerca de 5,6 milhões de doses da AstraZeneca. A Fiocruz não respondeu qual a previsão de um novo recebimento de IFA.

Para 2022

Para o ano que vem, a Fundação informou que a capacidade total de produção de vacinas contra a Covid-19 é de 180 milhões de doses. Dessas, 120 milhões já foram acordadas junto ao Ministério da Saúde para a entrega no primeiro semestre.

Em nota enviada à CNN, a Fiocruz também afirma que avalia junto à pasta a possibilidade de fornecimento de 60 milhões de doses adicionais para o segundo semestre de 2022. Essas doses, no entanto, dependem da situação sanitária do país e da necessidade de aplicação do reforço vacinal.

Enquanto isso, o Ministério da Saúde informou à CPI da Pandemia que trabalha com três diferentes cenários de vacinação no país para o ano que vem, mas que aguarda a conclusão “de estudos ainda em curso para definir o esquema vacinal para o ano de 2022”

*Sob supervisão de Helena Vieira

Mais Recentes da CNN