Garcia: Ministério da Saúde foi cauteloso ao suspender vacinação de adolescentes

No quadro Liberdade de Opinião desta sexta-feira (24), o jornalista avaliou o recuo do Ministério da Saúde sobre a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades

Da CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro Liberdade de Opinião desta sexta-feira (24), o jornalista Alexandre Garcia avaliou o recuo do Ministério da Saúde sobre a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades.

“Não houve [precipitação da pasta ao suspender a imunização desse grupo]. Houve cautela. Tanto é que informa que não foi a vacina [a causa da morte da jovem], mas não falam o que foi. Em segundo lugar, tornou-se inócua a decisão do Ministério da Saúde depois que o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), confirmou que governadores e prefeitos que administram a pandemia nesses casos, e não o Ministério da Saúde e o governo federal”, disse o jornalista.

CNN ressalta que não existe um tratamento precoce, comprovado cientificamente, para prevenir a Covid-19. O que a ciência mostra é que a prevenção, como o uso de máscaras e a vacinação são as únicas maneiras de combater a pandemia.

O Liberdade de Opinião teve a participação de Augusto de Arruda Botelho e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Alexandre Garcia no quadro Liberdade de Opinião
Alexandre Garcia no quadro Liberdade de Opinião / CNN Brasil (24.set.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

Mais Recentes da CNN