Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Governo lança primeiro edital do programa Médicos pelo Brasil

    Inscrição pode ser feita de 10 de janeiro a 6 de fevereiro e custará R$ 53,00; cerca de 4,6 mil médicos serão selecionados

    Fachada do Ministério da Saúde na Esplanada dos Ministérios
    Fachada do Ministério da Saúde na Esplanada dos Ministérios Marcello Casal Jr/Agência Brasil

    Ingrid Oliveirada CNN

    São Paulo

    Ouvir notícia

    O primeiro edital do programa Médicos pelo Brasil — lançado em 2019 e  que substituirá o Mais Médicos — foi publicado nesta sexta-feira (31) pelo Ministério da Saúde, por meio da Agência de Desenvolvimento da Atenção Primária à Saúde (Adaps).

    A banca examinadora da prova será o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), e cerca de 4.057 médicos bolsistas e 595 tutores médicos poderão ser beneficiados.

    As provas objetivas serão realizadas em todas as capitais do país no dia 6 de março.

    O objetivo do programa é atender às regiões vulneráveis, isoladas e de difícil provimento no país.

    De acordo com a nota do ministério, todos os médicos aprovados no processo seletivo vão contar com uma especialização em medicina da família e comunidade, para oferecer atendimento de mais qualidade às famílias.

    Segundo o presidente do Conselho Deliberativo da Adaps, Raphael Câmara, que também é secretário de Atenção Primária do Ministério da Saúde, “além das condições de trabalho serem mais atrativas, o processo vai selecionar médicos mais capacitados para a atenção primária.”

    Os profissionais serão contratados no regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), além de contarem com incentivos financeiros e não financeiros previstos no Plano de Cargos, Carreira e Salários da Adaps e com salário base de R$ 12,6 mil, sendo a remuneração ampliada por benefícios.

    Quem pode participar

    Todos aqueles que estejam registrados junto ao Conselho Regional de Medicina (CRM) podem participar do programa.

    Aos candidatos a tutores médicos, também será exigido certificado de conclusão de residência em medicina de família e comunidade ou clínica médica, ou até mesmo título de especialista em medicina de família e comunidade, emitidos pela Associação Médica Brasileira (AMB).

    As inscrições se iniciam às 10h do dia 10 de janeiro, e vão até às 23h de 6 de fevereiro, no horário de Brasília, e devem ser feitas no site do IBFC. O valor será de R$ 53,00 e o boleto deverá estar pago até o dia 7 de fevereiro.

    Os candidatos que precisarem de isenção, deverão solicitá-la entre os dias 10 e 12 de janeiro até às 23h. Além dissom o programa destinará 5% das vagas para pessoas com deficiência.

    *Com informações do Ministério da Saúde

    Mais Recentes da CNN