Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Indícios de que você está em um ambiente de trabalho tóxico, e o que fazer a respeito

    Estudos demonstram que ambiente ruim pode levar a estresse, esgotamento, depressão e ansiedade entre funcionários

    Photothek via Getty Images

    Sarah Molanoda CNN

    Com os esforços de sindicalização em andamento em empresas dos Estados Unidos. como Amazon e Starbucks, pessoas pedindo demissão em números recordes e atrasos contínuos no retorno ao escritório, os trabalhadores parecem estar colocando o pé no chão quando se trata de situações de trabalho abaixo do ideal.

    Chefes e funcionários devem se preocupar com a qualidade do ambiente de trabalho, de acordo com pesquisas. Um estudo de 2020 publicado no International Journal of Research and Public Health determinou que um local de trabalho tóxico “pode ser prejudicial e levar a estresse, esgotamento, depressão e ansiedade entre trabalhadores”.

    Além disso, descobriu que o mal-estar dos funcionários se espalha para outros trabalhadores e reduz a qualidade do trabalho realizado.

    O estudo também descobriu o inverso: o bem-estar dos funcionários aumenta o desempenho no trabalho, e um local de trabalho que apoia ativamente os funcionários “traz sustentabilidade ao desempenho organizacional”.

    Basicamente, um local de trabalho tóxico é uma má notícia para todos os envolvidos.

    Do lado dos trabalhadores, o aumento do estresse e da depressão de uma vida profissional ruim também pode sobrecarregar as relações interpessoais, disse Alisha Powell, terapeuta cujas áreas de prática especial incluem o equilíbrio entre vida profissional e pessoal.

    “Muitas vezes, os funcionários podem trazer esse estresse para suas famílias, e é algo que afeta sua vida cotidiana, mesmo quando não estão no trabalho”, disse Powell.

    Além da piora da saúde mental e dos relacionamentos tensos, os funcionários também podem recorrer a drogas ou álcool para lidar com o estresse, disse a Dra. Kristen Fuller, revisora ​​médica especializada em saúde mental e dependência com formação em medicina familiar.

    Aqui, especialistas compartilham como você pode saber se está em um ambiente de trabalho tóxico – e o que fazer a respeito.

    Reconhecendo um local de trabalho tóxico

    Os sinais de um local de trabalho tóxico não são necessariamente tão óbvios quanto muitas pessoas acreditam, disse Fuller. Sua mente pode ir direto para o assédio verbal ou sexual, ela acrescentou, mas não é tão direto.

    “É qualquer local de trabalho que faz você se sentir desconfortável”, disse Fuller. “Qualquer coisa que faça você sentir que não pode pedir as coisas de que precisa e que não é apoiado”.

    Um local de trabalho tóxico pode ser um ambiente em que um funcionário “pode ​​se sentir preso”, disse Powell.

    “Muitas vezes, com um local de trabalho tóxico, as pessoas não têm oportunidades de avançar”, disse ela. “Ser preterido para promoções ou não ter qualquer mobilidade também pode realmente afetar a moral do local de trabalho, sabendo que não importa o quanto você trabalhe, não há promoção que você possa ganhar.”

    Um sinal revelador de um ambiente de trabalho tóxico é quando os supervisores “micro gerenciam” os funcionários, disse Powell. Quando um gerente observa os funcionários de perto, verificando constantemente cada pequena tarefa, os funcionários podem sentir que a empresa não confia neles.

    Home office
    / Foto: Bench Accounting/Unsplash

    “Se você está sendo ‘micro gerenciado’, é mais provável que acredite que seu trabalho não tem necessariamente seu melhor interesse e que não confia totalmente em você para desempenhar o papel que estão pagando para você fazer”, disse Powell.

    Outro sinal não tão óbvio de um local de trabalho tóxico é a ideia de que você deve estar disponível o tempo todo, fora do horário de trabalho.

    Os empregadores podem pedir que você trabalhe nos fins de semana ou horas mais longas sem pagamento adicional, disse Fuller, e essas podem ser “sinais de alerta menores” que as pessoas geralmente descartam como cultura de trabalho regular.

    Powell disse que essa cultura de trabalho tóxica também é demonstrada quando os funcionários se sentem obrigados a responder a chamadas, mensagens e e-mails relacionados ao trabalho fora do horário, o que constitui trabalho extra não remunerado.

    “Embora a maioria dos empregos não diga: ‘Esperamos que você responda após o término do dia de trabalho’, muitas vezes há uma expectativa implícita”, disse ela.

    O que fazer em um ambiente de trabalho tóxico

    Se você se encontra em um ambiente de trabalho tóxico, Powell e Fuller aconselharam que talvez seja hora de procurar um novo emprego.

    “Você pode fazer todos os mecanismos de enfrentamento para lidar com isso, mas não acho que você deva lidar com isso”, disse Fuller. “Eu acho que você deveria sair disso.”

    Powell disse que incentiva seus clientes a estabelecer um cronograma interno para suas buscas de emprego, talvez estabelecendo uma meta para começar a procurar ativamente um novo emprego nos próximos três a seis meses. Ela também recomendou manter registros de quaisquer ações ou comportamentos no local de trabalho que indiquem uma situação de trabalho insalubre enquanto você está procurando novas posições.

    No entanto, sair imediatamente antes de conseguir um novo emprego não é viável para muitas pessoas por razões financeiras, disse Powell.

    Pessoa pensativa no home office
    Home office / Yasmina H / Unsplash

    Se você não pode simplesmente levantar e ir embora, Powell deu algumas sugestões.

    Para tentar fazer melhorias no trabalho, você deve pensar em quais limites deseja impor e começar a trabalhar neles, disse ela. Se você deseja mostrar aos seus colegas de trabalho que não está disponível fora do horário de trabalho, mas tem medo de dizê-lo abertamente, pode configurar seu telefone para enviar chamadas para o correio de voz quando estiver fora do expediente. Ou defina sua assinatura de e-mail para dizer que depois de um certo tempo, você só responderá no próximo dia útil.

    Se houver problemas que você deseja chamar a atenção de seu supervisor, você pode torná-lo menos assustador escrevendo um roteiro para si mesmo, acrescentou Powell.

    Fora do trabalho, ela recomendou implementar mais práticas de autocuidado em sua rotina diária, como atividade física ou hobby. Ela também enfatizou a busca de terapia para gerenciar o estresse relacionado ao trabalho.

    Alguns trabalhadores em tempo integral podem acessar a terapia por meio de um programa de assistência ao funcionário oferecido por sua empresa, acrescentou Powell.

    “É hora de aumentar algumas dessas práticas de autocuidado para que você seja mais capaz de gerenciar o estresse”, disse ela, “porque é inevitável em um local de trabalho tóxico”.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original