Internações por Covid-19 em São Paulo caem 90% desde pico da pandemia

Cidade, que chegou a ter mais de 500 internados por dia em abril, teve média de 50 hospitalizações diárias durante o mês de setembro

Henrique Andradeda CNN

São Paulo

Ouvir notícia

A média de internações por Covid-19 na cidade de São Paulo caiu cerca de 90% desde o pico da pandemia. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), entre 8 e 28 de setembro, a rede municipal registrou uma média de 51 novos pacientes por dia.

No pior momento da segunda onda da pandemia, em abril deste ano, a cidade tinha uma média de 500 novas internações diariamente. Ou seja, em setembro esse número foi 90% menor.

Para o secretário da pasta, Edson Aparecido, os índices positivos são reflexo do avanço da vacinação contra a Covid-19 na cidade.

Nesta sexta-feira (15), a capital paulista ultrapassou a marca de 19 milhões de doses aplicadas, e tem 87% de sua população adulta já com o esquema vacinal completo.

Menor índice de casos graves

Durante o período de três semanas analisado pela SMS, 1.187 pacientes precisaram de internação, e 434 destes em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

A Secretaria informou que, entre estes pacientes que precisaram de uma UTI, foi possível observar a menor incidência de intubações.

Para a secretária-executiva de Atenção Hospitalar, Marilande Marcolin, a quantidade de casos graves e mortes seria maior caso a imunização não estivesse disponível.

A maioria das internações ainda se concentra em pacientes com mais de 40 anos, e especialmente entre aqueles com mais de 60. Para Luiz Carlos Zamarco, secretário-adjunto da pasta, esse dado reforça a importância da dose de reforço, que já está sendo aplicada na cidade.

Mais Recentes da CNN