Não vejo nenhuma razão para não se usar máscara nesse momento, diz médica

Em entrevista à CNN, infectologista Tania Vergara afirmou que o uso da proteção facial é eficaz para a prevenção da Influenza A (H3N2) e da Covid-19

Lucas Rochada CNN

em São Paulo e em Brasília

Ouvir notícia

Casos de gripe têm aumentado em diferentes cidades brasileiras nas últimas semanas. De acordo com um levantamento realizado pela CNN, quatro estados enfrentam um cenário de epidemia ou surto da doença: Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rondônia e Rio Grande do Norte. Pelo menos 12 estados e o Distrito Federal já registraram casos da linhagem de Influenza A(H3N2).

Em entrevista à CNN nesta segunda-feira (20), a médica Tania Vergara, presidente da Sociedade de Infectologia do Estado do Rio de Janeiro, afirmou que a baixa adesão à campanha de vacinação contra a gripe em 2021 é um dos fatores que contribuiu para o aumento de casos da doença no país.

“As medidas não farmacológicas mais importantes comprovadas cientificamente são o uso da máscara, higiene das mãos e não aglomerar. Não vejo nenhuma razão para não se usar máscara nesse momento, ainda mais nas cidades com surto ou epidemia de influenza”, disse Tania.

Segundo a especialista, houve um relaxamento das medidas de proteção contra a gripe, que são as mesmas que devem ser adotadas para a prevenção contra a Covid-19, outra doença de transmissão respiratória.

De acordo com a especialista, o aumento da circulação de pessoas, com o avanço da vacinação contra a Covid-19, também está associado à disseminação do vírus da gripe.

“As pessoas passaram a viajar, ir para fora e voltar, e estrangeiros vindo. Temos a mesma cepa que está circulando na Europa e no hemisfério Norte agora”, disse.

Mais Recentes da CNN