Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    O que comer em caso de Covid? Veja alimentos que podem ajudar

    Alguns alimentos possuem propriedades que fortalecem o sistema imunológico e ajudam na recuperação da infecção

    Alguns alimentos possuem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias que podem fortalecer o sistema imunológico diante de infecções
    Alguns alimentos possuem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias que podem fortalecer o sistema imunológico diante de infecções tbralnina/GettyImages

    Gabriela Maraccinida CNN

    Diante de uma infecção por Covid-19, alguns cuidados são necessários para acelerar a recuperação. Além do uso de medicamentos que auxiliam na redução dos sintomas, o repouso, a boa hidratação e a alimentação são essenciais para o tratamento dos quadros leves da doença — as infecções mais graves podem exigir internação e tratamentos específicos.

    Alguns alimentos possuem vitaminas e minerais que desempenham papéis importantes no fortalecimento do sistema imunológico e, portanto, podem ser grandes aliados do tratamento da Covid-19.

    “Hoje sabemos que 75% do nosso sistema imunológico está relacionado ao intestino. Isso reforça a importância de escolher bem o que comemos ou deixamos de comer, pois tudo aquilo que agride o intestino também impacta negativamente nas defesas imunológicas. O contrário também vale. Se a comida faz bem para microbiota intestinal, suas defesas saem fortalecidas”, explica Gisela Savioli, nutricionista clínica funcional.

    Alimentos ultraprocessados, como bolachas, salgadinhos, embutidos, refrigerantes e doces, pode aumentar a inflamação do corpo e, por isso, devem ser evitados durante uma infecção por Covid-19.

    “Quando analisamos os dados das pessoas que sofrem sequelas mais graves em quadro de gripes, resfriados e até dengue, o que atestamos é que os mais vulneráveis são os cronicamente doentes, com diabetes, pressão alta e câncer. E, hoje, sabemos que um corpo desnutrido e inflamado é mais afetado por essas doenças infecciosas”, afirma Savioli.

    Por isso, para acelerar a recuperação do corpo diante de uma doença viral é preciso investir em alimentos in natura, como frutas, legumes e verduras. Por serem ricos em fibras, eles podem ajudar a potencializar a proteção do intestino. Além disso, muitos possuem propriedades que fortalecem a imunidade.

    A seguir, veja os principais alimentos que podem ajudar na recuperação da Covid-19:

    Cúrcuma

    De acordo com a nutricionista, a cúrcuma (também conhecida como açafrão-da-terra), é capaz de modular a imunidade conforme as necessidades do corpo. Se o organismo está precisando aumentar a resposta imunológica, a especiaria ajuda nesse processo. Quando é necessário suprimi-la, a cúrcuma também pode atuar nessa função.

    A cúrcuma pode ser consumida como tempero em diversas preparações culinárias, como ovos, feijão, sopas, frango, peixe, entre outras. “A pimenta-do-reino preta pode ser parceira da cúrcuma, potencializando sua ação por ser rica em piperina, fazendo com que o açafrão permaneça mais tempo circulando no corpo. Mas lembre-se de moer na hora de usar”, orienta.

    Alho

    Ainda falando de temperos, o alho também pode ajudar a fortalecer o sistema imunológico. “Ele é um alimento rico e compostos sulfurados, como alicina, que possuem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias”, explica Savioli. “Estudos mostraram que o consumo regular de alho pode ajudar a fortalecer o sistema imunológico, reduzir a duração de resfriados e, até mesmo, prevenir infecções, inclusive fúngicas”, completa.

    A especialista explica que a melhor forma de preservar os nutrientes do ingrediente é picá-lo bem e macerar. Deixar descansando de 5 a 10 minutos e, só então, adicionar nos preparos. Além disso, também pode ser consumido cru em saladas, molhos e outras receitas.

    Gengibre

    O gengibre possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, além de possuir compostos como gingerol, que ajuda a reduzir a inflamação e a estimular o sistema imunológico. Por isso, ele é um dos alimentos interessantes para a recuperação da Covid-19.

    A especiaria pode ser usada como tempero no preparo de legumes e frango, ou, ainda, como ingredientes de chás. “O mais interessante é utilizar o gengibre in natura, ralado e adicionado na hora, do que comprar versões já moídas”, orienta Savioli.

    Semente de abóbora

    Sementes são fontes práticas e ricas em nutrientes importantes para o organismo. Uma delas é a semente de abóbora, que é uma das maiores fontes de zinco, um mineral essencial para a função adequada do sistema imunológico.

    “O zinco ainda atua como antioxidante, ajudando a proteger as células contra danos causados pelos radicais livres, e é importante para a ativação de enzimas que desempenham um papel crucial na resposta imunológica”, reitera a nutricionista.

    As sementes de abóbora podem ser consumidas por cima de saladas, sopas ou frutas, além de poder ser comida pura, como um snack.

    Cogumelos

    Os cogumelos são boas opções de alimentos para fortalecer a imunidade também, já que são ricos em beta-glucanas, fibras solúveis benéficas para o intestino. “Eles também oferecem compostos capazes de se ligar a receptores específicos nas células do sistema imunológico e modular beneficamente a nossa imunidade”, explica Savioli.

    Chá de casca de cebola

    O chá de casca de cebola é uma opção fácil de ser feita e muito benéfica para a imunidade. Segundo a nutricionista, as cascas da cebola são ricas em antioxidantes, como a quercetina, e possuem propriedades anti-inflamatórias.

    Para preparar o chá, basta reunir as cascas da cebola e adicionar à água fervente, desligando o fogo em seguida. Tampe e aguarde 15 minutos. “O chá pode ser tomado de 3 a 5 vezes por dia”, orienta Savioli.