OMS nunca contraindicou vacinação de adolescentes na pandemia

Organização diz que a vacinação de adolescentes não é prioridade, mas reforça que, tendo vacinas, todos devem se vacinar

Heloisa VillelaHenrique Andradeda CNN

Ouvir notícia

Entre os motivos citados pelo Ministério da Saúde para mudar a orientação em relação à vacinação de adolescentes, está que a Organização Mundial da Saúde (OMS) não recomenda a aplicação de doses na faixa etária, o que nunca aconteceu.

A OMS diz que a vacinação de adolescentes não é prioridade, mas tendo vacinas, reforça que todos devem se vacinar. Para a organização, a vacinação prioritária deve ser a de adultos, idosos e imunossuprimidos, mas uma vez vacinados, os mais jovens também devem receber as doses.

Nos Estados Unidos, a vacinação de jovens entre 12 e 17 anos começou em maio deste ano. Em dois meses, o país vacinou cerca de 42% da faixa etária com pelo menos uma dose, enquanto 32% já estavam totalmente vacinados.

O governo americano vem realizando esforços para vacinar faixas etárias cada vez mais jovens. Ainda neste mês, a Agência reguladora dos Estados Unidos (FDA) deve autorizar a vacinação das crianças de 5 anos para cima. Em cerca de um mês e meio, a Agência também deve autorizar a vacinação de bebês de 6 meses de idade e crianças até os 5 anos, a fim de encobrir a população toda.

Mais Recentes da CNN