Primeira morte no Brasil pela variante Ômicron é registrada em Goiás

De acordo com a prefeitura de Aparecida de Goiânia, vítima era homem de 68 anos portador de doença pulmonar crônica, hipertenso, que já tinha se vacinado com três doses

Marina DemoriLéo Lopesda CNN

em Goiânia e em São Paulo

Ouvir notícia

A cidade de Aparecida de Goiânia, em Goiás, registrou a primeira morte pela variante Ômicron do Coronavírus, nesta quinta-feira (6).

De acordo com a prefeitura, a vítima era um homem de 68 anos, hipertenso e portador de “doença pulmonar obstrutiva crônica”, que estava internado em um hospital local.

“O paciente era contactante de um caso que a pasta já havia confirmado como infecção pela variante. O homem estava vacinado com três doses”, informou a prefeitura em nota.

A Secretaria de Saúde da cidade informou que a confirmação da morte acontece dez dias após a declaração de transmissão comunitária da cepa na cidade.

“Nós perdemos um paciente vacinado, mas que tinha problemas crônicos de saúde, que são importantes fatores de risco da covid-19. Infelizmente, ele não resistiu. Uma vida perdida em meio a milhares salvas pela imunização”, declarou o secretário de Saúde de Aparecida, Alessandro Magalhães.

O prefeito da cidade, Gustavo Mendanha, lamentou a morte e disse que determinou a ampliação do Programa de Vigilância Genômica para sequenciamento das amostras positivas de Covid-19.

Aparecida de Goiânia já registrou 55 casos da Ômicron – a variante tem prevalência de 93,5% na cidade. Os primeiros casos na cidade foram descobertos no dia 12 de dezembro.

Mais Recentes da CNN