Rio de Janeiro: 82 mil pessoas não retornaram para tomar segunda dose de vacina

Especialistas alertaram para a importância da conclusão do ciclo vacinal

Vacinação contra a Covid-19 na Marquês de Sapucaí (22.abr.2021)
Vacinação contra a Covid-19 na Marquês de Sapucaí (22.abr.2021) Foto: Reprodução / CNN

*Elis Barreto, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

A CNN apurou que 82 mil pessoas ainda não retornaram para tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19, na cidade do Rio de Janeiro. Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde ressaltou que está realizando uma busca ativa pelas pessoas que não retornaram aos postos para tomar a D2 do imunizante no tempo correto. E reforça que é necessário completar o esquema vacinal com as duas doses para garantir a eficácia da imunização. 

A infectologista e presidente da SIERJ (Sociedade de Infectologia do Estado do Rio de Janeiro), Tânia Vergara, falou sobre a importância da imunização completa.

“Na verdade, as pessoas estavam interessadas na vacina, mas tem tanta fake news a respeito, tanto medo, que as pessoas não se preocupam mais em se imunizar, que é a forma que temos de sair da pandemia.” 

A doutora enfatizou que as duas doses são necessárias para as pessoas atingirem a imunização completa proposta pela vacina. “O recurso é a vacina. A gente só vai conseguir uma imunidade, uma situação confortável, com 70% da população imunizada com as duas doses. Nós nos acostumamos com as mortes, e isso não deve ser normalizado”, finaliza. 

No final de abril deste ano, quando a prefeitura concluiu a imunização dos idosos acima de 60 anos, a SMS informou que havia iniciado a busca ativa para localizar 100 mil cariocas que não retornaram para completar o ciclo vacinal.

“As unidades de saúde e a prefeitura como um todo iniciam agora uma cruzada para identificar idosos que ainda não se vacinaram. Vamos cruzar os bancos de dados. Agentes de saúde, médicos, profissionais das equipes de saúde da família vão intensificar a busca ativa a todos os idosos acamados, a todos maiores de 60 anos que não se vacinaram. Precisamos da ajuda de todos para convencê-los a se vacinar e para mostrar que a vacina é segura”, afirmou Daniel Soranz, secretário municipal de saúde. 

Até esta segunda-feira (07), a capital fluminense possui 967.957 pessoas que tomaram as duas doses da vacina, isso representa apenas 18,3% da população acima de 18 anos. No total, a cidade aplicou 3,2 milhão de doses. 

Sob supervisão de Camille Couto*

Mais Recentes da CNN