São Paulo começa a vacinar profissionais de saúde autônomos

Profissionais devem ter 30 anos ou mais e apresentar comprovante de residência na capital

Expectativa é de 50 mil profissionais vacinados contra a Covid-19 nesta etapa
Expectativa é de 50 mil profissionais vacinados contra a Covid-19 nesta etapa Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

Nathallia Fonseca*, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Os profissionais de saúde autônomos e com 30 anos ou mais ou mais já podem se vacinar contra a Covid-19 na capital paulista. O anúncio foi feito pelo prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, na terça-feira (18), mesma data em que a campanha foi iniciada para esse público. A expectativa é de que cerca de 50 mil profissionais sejam imunizados.

Embora os profissionais de saúde que trabalham na linha de frente contra a Covid-19 tenham sido os primeiros da fila de vacinação, os profissionais autônomos são incluídos gradativamente no programa de imunização do estado. 

Segundo a prefeitura, serão priorizados médicos, enfermeiros/técnicos auxiliares, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, técnicos de laboratório que façam coleta de exames ou análise de amostra para o novo coronavírus, farmacêuticos, técnicos de farmácia, odontólogos, auxiliares de saúde bucal, técnicos de saúde bucal, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais de educação física e médicos veterinários.

Para a primeira dose, afirma a secretaria municipal de saúde, serão utilizados os imunizantes da Pfizer e da Oxford/AstraZeneca. No entanto, caso algum desses profissionais já tenha tomado a primeira dose com a CoronaVac, pode agora procurar uma UBS para receber a segunda dose do mesmo imunizante.

A vacina está disponível nas 468 unidades básicas de saúde (UBSs), em oito mega postos, postos volantes, além de assistências médicas ambulatoriais (AMA/UBS) integradas. Para tomar a vacina, os profissionais de saúde precisam apresentar documento do Conselho de Classe ou comprovante de profissão (certificado ou diploma) e também um comprovante de residência na cidade de São Paulo.

*Com informações da Agência Brasil

 

Mais Recentes da CNN