Saúde prepara recomendação para estados e municípios avaliarem retirada de máscaras

Medida, que servirá como guia, foi acelerada depois de algumas cidades apresentarem seus planejamentos para a ação

Pessoas com máscaras faciais caminham em rua de comércio popular em São Paulo durante pandemia de Covid-19
Pessoas com máscaras faciais caminham em rua de comércio popular em São Paulo durante pandemia de Covid-19 Reprodução

Teo CuryNatália Andréda CNN

em Brasília

Ouvir notícia

O ministério da Saúde deve publicar nos próximos dias uma recomendação para que estados e municípios avaliem o momento certo para a desobrigação do uso de máscaras contra a Covid-19.

A medida, que servirá como guia, foi acelerada depois de algumas cidades apresentarem seus planejamentos para isso. Até então, o ministro Marcelo Queiroga afirmava, apenas, que a pasta estava fazendo estudos.

Para padronizar, o ministério organiza diretrizes baseadas em estratégias adotadas por outros países, como Estados Unidos e Austrália, que consideram a porcentagem de vacinados em comparação com número de casos, mortes e internações.

Fontes, que participam dessas discussões, disseram à CNN que a pasta teme que haja um efeito cascata à decisão do município de Duque Caxias (RJ), que, ontem (5), anunciou a desobrigação, e à intenção da prefeitura de São Paulo, que encomendou um estudo aos técnicos da secretaria municipal de Saúde para que seja possível eliminar o uso de máscara, inicialmente, em áreas externas.

Em junho deste ano, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cobrou o ministro Marcelo Queiroga por uma data para a retirada das máscaras. Queiroga, então, pediu os estudos aos técnicos e foi criticado pela comunidade médica, que considerou, na época, ser muito cedo para se discutir a questão.

Mais Recentes da CNN