SBIm: Vacinas estão chegando a profissionais de saúde e fura-filas são minoria

Presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações, Renato Kfour espera que escassez de doses seja resolvida ao longo do ano

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

Apesar de alguns casos de “fura-fila” pelo país, as primeiras doses de vacinas contra a Covid-19 estão chegando ao seu destino principal, que são os profissionais de saúde. A análise é do diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), Renato Kfouri, em entrevista à CNN nesta quarta-feira (27).

“Gente que não deveria ser vacinada fora do local ou da ordem vai acontecer, infelizmente nosso país é grande. Mas creio que é a minoria, quem tem sido vacinado são os profissionais de saúde. Isso tem sido a regra, não a exceção”, avalia.

Ele ressalta que a imunização não deve perder o foco. “A fila de grupos prioritários têm dois pilares fundamentais: exposição ao risco e as maiores taxas de mortalidade e hospitalização. Vacinar pessoas hoje quem não trabalha na linha de frente enquanto não vacinar todos que estão não faz nenhum sentido.”

A escassez de doses deve ser resolvida ao longo do ano, aposta Kfouri.

“Estamos vivendo um momento sem precedentes no mundo. Já era sabido que teríamos muito menos vacina que a necessidade em grupos preferenciais. Temos uma vantagem a longo prazo que é a produção nacional no segundo semestre. Nesse primeiro momento estamos na disputa, queremos mais insumos, mas o mundo todo quer, os contratos precisam ser cumpridos.”

Publicado por Leonardo Léllis

Mais Recentes da CNN