Secretário: Capital paulista tem estoque de kit intubação para ’20 ou 25 dias’

À CNN, Edson Aparecido afirmou que não falta insumos para o tratamento de pacientes graves da Covid-19 na capital paulista

Produzido por Thiago Felix,

da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A ligeira queda no número de internações por Covid-19 em São Paulo aliviou a pressão na rede pública da capital. Segundo o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, não falta insumos essenciais para o tratamento de pacientes graves. “Fizemos uma compra importante de kit intubação e temos estoque para, pelo menos, os próximos 20 ou 25 dias”, afirmou o secretário em entrevista à CNN.

De acordo com Aparecido, os medicamentos usados para a intubação de pacientes da Covid-19 seguem com alta demanda nacional e internacionalmente, mas a secretaria municipal realiza compras semanais dos itens. “Temos hoje número suficiente dentro da previsão de internações que a gente tem [para os próximos dias]”, disse.

Também há disponibilidade de oxigênio nas unidades de saúde da capital. “Fizemos a ampliação nos tambores de oxigênio em vários hospitais. Agora, as empresas estão conseguindo nos atender de forma mais rápida. Conseguimos equacionar a pressão que tivemos naquele aumento terrível de internações do início do mês de março”, afirmou o secretário.

Restrições em SP

Edson Aparecido disse que as restrições adotadas em São Paulo durante a fase emergencial trarão reflexo nos índices da cidade até o fim de abril. “[Será quando] vamos conseguir seguramente reduzir a transmissão da doença na cidade e o impacto das internações e, em seguida, dos óbitos.”

Em todo o estado, a fase emergencial do Plano São Paulo dura até o dia 11 de abril. A medida de restrições mais rígidas entrou em vigor em 15 de março e estava prevista para se encerrar no dia 30 de março, mas foi estendida para conter a disseminação da Covid-19.

Pacientes da Covid-19 em estado grave necessitam de cilindros de oxigênio
Pacientes da Covid-19 em estado grave necessitam de respiradores e cilindros de oxigênio para auxiliar no tratamento
Foto: CNN Brasil

Mais Recentes da CNN