SP irá liberar o uso de máscaras a partir desta quarta-feira, dizem fontes da Saúde

Regra não irá valer para espaços fechados, como fez o Rio de Janeiro

Pessoas com máscaras faciais caminham em rua de comércio popular em São Paulo durante pandemia de Covid-19
Pessoas com máscaras faciais caminham em rua de comércio popular em São Paulo durante pandemia de Covid-19 Amanda Perobelli/Reuters

Tainá FalcãoBruna MacedoBianca Camargoda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Fontes ligadas à Secretária Estadual da Saúde de São Paulo confirmam à CNN que, a partir desta quarta-feira (9), irá estar liberado o uso de máscaras ao ar livre.

A ideia é aproveitar a coletiva de imprensa no jardim do Palácio dos Bandeirantes para fazer o anúncio. Os membros do governo que participam da entrevista deverão retirar a máscara no ato.

A CNN já havia antecipado o movimento do governo na última sexta-feira (4).

A regra não irá valer para espaços fechados, como fez o Rio de Janeiro. Ainda não haverá autorização para retirada do item em escolas. A justificativa é o baixo percentual de crianças vacinadas com a segunda dose: 19,40%.

Numa manifestação em frente ao apartamento do secretário da Saúde, Jean Gorinchteyn, ainda nesta terça-feira, — com a participação de passistas de escolas de samba — adultos acompanhados de crianças sem máscara pressionavam pela desobrigação do item no ambiente escolar.

Capital

Em entrevista à CNN, ainda nesta terça-feira (8), o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), afirmou que já é possível desobrigar o uso da máscaras em locais abertos na capital paulista.

Segundo ele, a prefeitura entregou um estudo sobre o tema ao vice-governador do estado, Rodrigo Garcia (PSDB). O secretário de saúde do município, Edson Aparecido, confirma que seguirá recomendação do estado.

Mais Recentes da CNN