Vacina contra dermatite atópica reduz sintomas da doença, diz estudo brasileiro

À CNN, a orientadora da pesquisa, Luisa Karla de Paula Arruda, disse que imunizante já é usado contra rinite e asma

Imagem ilustrativa de dermatite
Imagem ilustrativa de dermatite Getty Images

Amanda GarciaCamila Olivoda CNN

São Paulo

Ouvir notícia

Um estudo de cientistas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP apontou que uma vacina para dermatite atópica apresentou bons resultados para a redução dos sintomas da doença.

Em entrevista à CNN, a orientadora da pesquisa, Luisa Karla de Paula Arruda, explicou que a dermatite atópica é uma doença inflamatória da pele, que causa lesões que coçam muito e “causam prejuízo na qualidade de vida.”

Ela é mais comum em crianças, mas pode atingir todas as faixas etárias.

De acordo com Luisa Karla, uma das principais causas da doença é a alergia a ácaro – que é comum a pacientes com rinite e asma. Dessa forma, uma vacina já comercializada por alergistas, mas que não era usada para tratar da dermatite, foi utilizada no estudo.

“O imunizante possui um extrato de ácaros, é administrada de forma sublingual e foi estudado por 18 meses. Esse tratamento mostrou benefício muito grande na melhora das lesões e coceira, de forma significativa”, comemorou.

A pesquisa foi realizada com 66 pacientes, com 40% deles abaixo de 12 anos, e metade deles recebeu um placebo, enquanto a outra teve o imunizante aplicado. Os voluntários serão acompanhados por mais um ano e meio.

Luisa Karla destacou que a vacina já está disponível e é receitada por um alergista. “Ela é licenciada pela Anvisa, só não havia dados para a dermatite atópica, os estudos não eram conclusivos.”

Mais Recentes da CNN