Farmacêutica e Fundo Russo pedem uso emergencial da Sputnik V no Brasil

Não se sabe se o pedido de uso emergencial da vacina russa será avaliado na reunião da Anvisa que ocorrerá no próximo domingo (17)

Daniel Fernandes*, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

O Fundo de Investimento da Rússia e a União Química entraram, nesta sexta-feira (15), com pedido para a aprovação de uso emergencial da Sputnik V no Brasil. A informação é da colunista da CNN Thaís Arbex.

O argumento é que a vacina está sendo usada em outros países, e que teve uso aprovado. Diante desse cenário, segundo o fundo e a farmacêutica, não faria sentido a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recusar o uso emergencial.

Este é o terceiro pedido de aprovação para uso emergencial de vacinas contra a Covid-19 no Brasil. A Sputnik V se junta a vacina de Oxford e a Coronavac na espera de uma aprovação da Anvisa para começar a ser aplicada em massa.

Não se sabe se o pedido de uso emergencial da Sputnik V será avaliado na reunião da Anvisa que ocorrerá no próximo domingo (17). 

Paraguai autorizou hoje o uso da Sputnik

O Paraguai se tornou o mais recente país da América Latina a aprovar o uso emergencial da vacina russa Sputnik V contra o novo coronavírus, disse o fundo soberano russo nesta sexta-feira.

O sinal verde do Paraguai não exige ensaios clínicos adicionais no país, disse o fundo em nota. Argentina, Venezuela e Bolívia também aprovaram o uso da vacina, enquanto o Chile negocia para fazê-lo.

(com informações da Reuters)

 

Mais Recentes da CNN