Veja os critérios para doar sangue quando há risco de infecção pelo coronavírus

Ministério da Saúde e Anvisa estabelecem prazos e regras para a seleção de doadores

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Da CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O Ministério da Saúde e a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) divulgaram nesta terça-feira (25) uma atualização dos critérios técnicos para a triagem clínica de candidatos à doação de sangue com risco de infecção pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), causador da Covid-19.

De acordo com o documento, candidatos à doação de sangue com diagnóstico ou suspeita de Covid-19 e que apresentaram sintomas da doença, mesmo nos casos leves ou moderados, serão considerados inaptos para a doação de sangue pelo período de dez dias depois da completa recuperação da doença.

As orientações atualizam as regras estabelecidas pela nota técnica de 2020, que previa um intervalo de 30 dias para a doação de sangue após a recuperação da Covid-19.

Também serão consideradas inaptas as pessoas que apresentarem teste diagnóstico positivo para Sars-CoV-2, mesmo que sejam assintomáticas. Neste caso, o período de inaptidão é de dez dias depois da data da coleta do exame.

Quem teve contato próximo com algum infectado durante o período de transmissibilidade da doença nos últimos dez dias ou com indivíduos que apresentaram diagnóstico clínico ou laboratorial positivo para Covid-19 fica inapto para doar sangue pelo período de sete dias após o último contato com essas pessoas.

Outra restrição refere-se a candidatos à doação de sangue que permaneceram em isolamento voluntário ou indicado por equipe médica, devido a sintomas de possível infecção pelo Sars-CoV-2.

De acordo com a resolução, esses indivíduos deverão ser considerados inaptos pelo período que durar o isolamento, conforme definição do Ministério da Saúde.

Nesta atualização dos critérios, foi retirado o de inaptidão para a doação de pessoas que tenham se deslocado ou que sejam procedentes de países com casos de Covid-19.

Confira orientações do Ministério da Saúde diante do diagnóstico de Covid-19:

Mais Recentes da CNN