Vietnã aprova vacina cubana Abdala enquanto vive surto da variante Delta

O imunizante é o oitavo aprovado contra Covid-19 no país onde apenas 6,3% da população recebeu as duas doses

Idosos aguardam na fila para receber a candidata a vacina Abdala contra a Covid-19 em Havana, Cuba
Idosos aguardam na fila para receber a candidata a vacina Abdala contra a Covid-19 em Havana, Cuba Foto: Getty Images (Yamil Lage/AFP)

Da Reuters

Ouvir notícia

O Vietnã aprovou a vacina cubana Abdala para uso contra o coronavírus, informou o governo neste sábado (18), enquanto o país do sudeste asiático enfrenta seu pior surto de pandemia.

A Abdala se torna a oitava vacina contra Covid-19 aprovada para uso no Vietnã, que tem uma das taxas de vacinação mais baixas da região, com apenas 6,3% de seus 98 milhões de habitantes tendo recebido pelo menos duas doses de vacinas.

O anúncio foi feito horas depois que o presidente Nguyen Xuan Phuc deixou Hanói para uma visita oficial a Havana.

O Vietnã registrou 667.650 infecções por coronavírus e 16.637 mortes – a grande maioria das quais foram parte do surto causado pela Delta que começou no final de abril.

“O Ministério da Saúde aprovou a vacina Abdala, com base na necessidade urgente do país de combater o Covid-19”, disse o governo em um comunicado.

O ministério disse no mês passado que Cuba fornecerá grandes quantidades de Abdala ao Vietnã e transferirá a tecnologia de produção até o final do ano.

Vietnã e Cuba estão entre os últimos cinco países governados pelo comunismo no mundo, junto com China, Laos e Coreia do Norte.

Em julho, o Vietnã instou os Estados Unidos a encerrar sua “política hostil” contra Cuba e suspender seu embargo comercial de longa data após raros protestos antigovernamentais na ilha.

Mais Recentes da CNN