Em meio à pandemia, oferta de vagas no LinkedIn cai 8%, diz diretor-geral

Milton Beck diz acreditar que a produtividade do trabalho em casa será avaliada por meio de metas e que afetará a rotina de toda a hierarquia profissional

Da CNN, em São Paulo
15 de abril de 2020 às 12:26 | Atualizado 15 de abril de 2020 às 12:35

Diretor-geral do LinkedIn na América Latina, Milton Beck afirmou à CNN, nesta quarta-feira (15), que o home office exercido por causa do novo coronavírus trará mudanças na dinâmica de trabalho.

"Eu acho que as pessoas podem ser produtivas e improdutivas em casa ou no trabalho físico, né? Então, essa premissa de que estando no trabalho você vai trabalhar, porque tem seu supervisor te olhando o tempo inteiro, nem sempre é real", avaliou ele.

Com isso, Beck diz acreditar que a produtividade do trabalho em casa será avaliada por meio de metas, mas que afetará a rotina de toda a hierarquia profissional. "As pessoas vão ter metas e targets para entregar. Os gerentes e supervisores vão ter que se especializar no gerenciamento a distância", explicou. "As empresas vão focar muito na transparência e em ferramentas tecnológicas para poder permitir que essa opção, porque não há simplesmente trabalhar de casa, tem que ter os mecanismos. Então, tem uma mudança efetiva na dinâmica de trabalho", acrescentou.

Leia também
Crise inesperada por coronavírus prova importância do 'manual do bom investidor'
Durante pandemia, buscas no Google por 'como ajudar' batem recorde
Não haverá novos emojis até 2022 por causa da pandemia do novo coronavírus

A crise econômica gerada pela pandemia ainda causou uma redução na oferta de vagas de emprego a partir da rede social voltada para o relacionamento profissional. "Nós temos em torno de 200 mil vagas publicadas no LinkedIn, em uma média móvel de três meses. Nas últimas semanas, esse número caiu em torno de 8%, então foi de 200 mil para pouco menos de 180 mil", explicou.

Segundo ele, a previsão é que o Brasil siga os padrões de outros países que também foram afetados pelo novo coronavírus e tenha uma redução ainda maior nas vagas de emprego.

À CNN, um especialista deu sobre dicas para tornar o ambiente de home office mais adequado e confortável, a fim de evitar lesões por falta de ergonomia.