Satélite argentino SAOCOM 1B é lançado com sucesso de Cabo Canaveral, nos EUA


Daniel Silva, da CNN
31 de agosto de 2020 às 11:39
Lançamento do satélite argentino SAOCOM 1B

O SAOCOM 1B tem a missão de detectar os níveis de umidade na Terra para ajudar a gestão do meio ambiente e o controle de emergências causadas por incêndios ou inundações

Foto: Manuel Mazzanti - 30.ago.2020 / Conae

O satélite de observação SAOCOM 1B, fabricado e desenvolvido na Argentina pela empresa de design tecnológico Invap e a Comissão Nacional de Atividades Espaciais (Conae), foi lançado nesse domingo (30) de Cabo Canaveral, nos Estados Unidos. 

Um foguete Falcon 9 da empresa SpaceX ficou encarregado de colocá-lo em órbita.

O novo SAOCOM é o segundo que a Argentina põe em órbita, e tem a missão de detectar os níveis de umidade na Terra para ajudar a gestão do meio ambiente e o controle de emergências causadas por incêndios ou inundações.

Assista e leia também:
'Conectividade global': Bill Gates investe em empresa de antenas de satélites
Israel lança satélite espião com 'capacidades avançadas'
Luzes no céu brasileiro não são extraterrestres e sim satélites da SpaceX

O satélite é considerado um grande suporte tecnológico para a agricultura porque vai permitir detectar as melhores condições para o cultivo de milho, soja, girassol e trigo, e aumentar a eficiência na fertilização e irrigação desses cultivos.

Segundo o governo argentino, o SEACOM 1B faz parte do Sistema Ítalo-Argentino de Satélites para Gestão de Emergências junto à Agência Espacial Italiana (ASI), que conta com novos sensores que permitem trabalhar na observação dos solos em qualquer condição meteorológica e hora do dia.

Esse satélite argentino facilita a colaboração entre as estações de observação dos EUA, Peru, Quênia, Itália, Noruega, Ilhas Kerguelen no Oceano Índico, Antártida, Terra do Fogo e a estação da Conae em Córdoba, na Argentina.

O presidente argentino, Alberto Fernández, que acompanhou de Quinta de Olivos (residência oficial do presidente), em Buenos Aires, o lançamento do satélite SAOCOM 1B pela televisão, disse estar orgulhoso com o lançamento.

“Orgulha-me que isso é feito por cientistas argentinos, esta é a ciência argentina, esta é a capacidade de nossos científicos”, afirmou.

(Texto traduzido, clique aqui e leia o original em espanhol.)