Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Celular atrai raio? Especialistas explicam

    Previsão é de chuva em diversos locais do país, com atenção especial para a região Sul

    Uso de celular não coloca em risco em caso de raios
    Uso de celular não coloca em risco em caso de raios Tânia Rêgo/Agência Brasil

    Renata Souzada CNN

    em São Paulo

    Embora os celulares façam parte do dia a dia de muitos brasileiros, algumas preocupações sobre o uso do equipamento atravessam gerações. Um desses tópicos é a dúvida: celulares atraem raios?

    Segundo especialistas ouvidos pela CNN, considerando cenários diferentes, a probabilidade de um raio ser atraído por um celular é baixa.

    Basicamente, raios são descargas atmosféricas que, em regiões tropicais, como o Brasil, costumam ocorrer durante a ocorrência de chuvas.

    Essas descargas tendem a ser atraídas pelos pontos mais altos de um local, especialmente se ali houver algum objeto metálico, como uma antena, por exemplo.

    De acordo com o professor e coordenador do curso de Engenharia Elétrica da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Bruno Lima, os telefones possuem antenas, que, em tese, poderiam, atrair raios, porém suas características tornam essa ocorrência improvável.

    “A antena do celular é muito pequena e, teoricamente, está baixa, na altura do ser humano. Então a tendência é que, pelo próprio tamanho e altura da antena, isso dificulte que ela possa atrair raios. É muito improvável que isso aconteça”, explica.

    Celular na tomada

    Quando os aparelhos estão carregando, o cenário é diferente, afirmam os especialistas.

    “O risco existe quando [o celular] está carregando, porque ele está ligado na rede elétrica e, pela rede elétrica, pode haver uma corrente proveniente da descarga”, explica o professor e coordenador do curso de Engenharia Elétrica da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Bruno Lima.

    Porém, trata-se de um “um risco baixo, não precisa ficar desesperado, começou a chover e correr para tirar o celular da tomada”, tranquiliza o coordenador do curso de Engenharia Eletrônica e de Telecomunicações da Unesp no campus de São João da Boa Vista, Rafael Abrantes Penchel.

    Considerando o perigo dos equipamentos na tomada, Penchel afirma que o ato de falar ao telefone durante tempestades não acrescenta motivo de preocupação. “Se você está ou não falando no celular, se ele está ligado ou desligado, isso não importa.”

    Os especialistas ressaltam ainda que, além de os riscos serem baixos, é bom lembrar que outros fatores externos, como para-raios e circuitos de proteção nas construções, acrescentam proteção aos usuários.

    Previsão do tempo

    A região Sul do Brasil enfrentará temporais e grandes volumes de chuva neste final de semana, segundo previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

    As áreas mais afetadas devem ser o Noroeste e Norte do Rio Grande do Sul e o Oeste e meio Oeste de Santa Catarina.

    De acordo com a Climatempo, nuvens carregadas associadas ao ar úmido e quente estão em crescimento em quase todo o país, possibilitando a ocorrência de chuvas em diversos locais.