Companheiro do Perseverance, helicóptero da Nasa liga de Marte para casa

Se for bem-sucedido, Ingenuity será o primeiro helicóptero terrestre a voar em outro planeta

O helicóptero Ingenuity ('engenhosidade'), companheiro do rover Perseverance
O helicóptero Ingenuity ('engenhosidade'), companheiro do rover Perseverance Foto: Nasa/JPL-Caltech

Ashley Strickland, da CNN

Ouvir notícia

O helicóptero Ingenuity (‘engenhosidade’ em português), companheiro de viagem do robô Perseverance da Nasa, enviou um relatório promissor à Terra e está “operando conforme o esperado”, de acordo com a agência. 

Se bem-sucedido, o Ingenuity será o primeiro helicóptero terrestre a voar em outro planeta, o que Thomas Zurbuchen,administrador associado da Nasa para a ciência, descreveu como “um momento Irmãos Wright extraterrestre”. 

O Perseverance aterrissou em segurança na superfície de Marte na última quinta-feira (18), depois de ser lançado da Terra em 30 de julho de 2020. O rover já enviou de volta uma série de imagens impressionantes para mostrar que está operante e pronto para passar por uma bateria checagens antes de começar a jornada em busca de sinais de vida. 

Primeira imagem colorida de Marte captada pelo robô Perseverance
Primeira imagem colorida de Marte captada pelo robô Perseverance
Foto: NASA/JPL-Caltech (19.fev.2021)

Neste sábado (20), a equipe da missão recebeu notícias diretamente do helicóptero pela primeira vez —e foram boas notícias. 

O Ingenuity, atualmente, está embaixo do rover, preso à “barriga” do veículo. O robô é mais ou menos do tamanho de um SUV e pesa uma tonelada, enquanto o helicóptero pesa 1,8 kg. 

A máquina foi capaz de ligar para casa por meio do rover, que envia dados de volta através da Órbita de Reconhecimento de Marte da Nasa, que age como um antena entre Marte e a Terra, e está circundando o planeta vermelho desde 2006. 

Por enquanto, o Ingenuity está confortável e não desgrudará do Perseverance para um voo teste no futuro próximo. Os dois ficarão coladinhos por 30 a 60 dias. 

“Ingenuity, o helicóptero de Marte que eu carrego, está funcionando como esperado. Eu estou o recarregando no momento, mas quando eu o soltar, ele vai depender somente dos painéis solares dele. Se ele sobreviver às noites brutalmente geladas de Marte, a equipe vai tentar voo”, diz uma publicação da conta do Perseverance no Twitter.

“Há dois itens principais que estamos acompanhando nos dados: o estado de carregamento das baterias do Ingenuity, bem como a confirmação que a estação de base está operando como planjeado, comandando os aquecedores para ligar e desligar para manter os circuitos do helicóptero dentro dos níveis esperados”, disse Tim Canham, líder de operações do helicóptero no Laboratório de Propulsões de Jatos da Nasa, em comunicado. 

“Ambos parecem ótimos. Com esse relatório positivo, avançaremos com o recarregamento das baterias do helicóptero”. 

O Ingenuity precisa recarregar e armazenar bateria para manter-se aquecido e garantir o funcionamento vital durante as noites frias marcianas depois que o rover depositar o helicóptero na superfície do planeta. Dali, o Ingenuity estará sozinho. 

Ele precisará passar por noites em que a temperatura pode ficar em até -90ºC. Como Elton John cantou em “Rocket Man”, Marte é, de fato, gelada para caramba. 

Se provar que pode manter as funções e a saúde da bateria, um total de cinco voos teste estão planejados para um período de 31 dias —isso depois que o Perseverance encontrar um bom lugar plano para depositar o seu colega. 

O primeiro voo será curto, de apenas 20 segundos acima do solo. Mas será um momento histórico. Assim como o primeiro rover de Marte, o Sojourner, o Ingenuity é uma demonstração de tecnologia, um experimento. Provar que esse conceito funciona poe levar ao desenvolvimento de uma aeronave de asa rotativa que pode agir como sentinela para rovers e missões humanas em Marte no futuro. 

Se o primeiro voo for bem-sucedido, “cerca de 90% dos objetivos do projeto serão alcançados”, de acordo com a Nasa. 

Voos subsequentes podem ser mais longos e testar mais as capacidades do helicóptero. Ele carrega duas câmeras que podem oferecer imagens aéreas. O Perseverance também testará as câmeras dele com o Ingenuity, para capturar as imagens, sons e vídeos desses voos históricos. 

“Estamos em território desconhecido, mas esta equipe está acostumada a isso”, disse MiMi Aung, gerente de projeto do helicóptero na JPL, em nota. “Quase todo objetivo daqui até o final do nosso programa de demonstração de voo será uma primeira vez, e cada um deve ser bem-sucedido para nós avançarmos com a próximo. Nós aproveitaremos essas boas notícias agora, mas, então, precisaremos voltar ao trabalho”. 

(Texto traduzido, leia o original em inglês)

Mais Recentes da CNN